Anderson do Singeperon busca soluções para a Rodoviária de Porto Velho

As dificuldades de comerciantes permissionários que trabalham na Rodoviária de Porto Velho foram levadas na terça-feira (18/04) pelo deputado estadual Anderson do Singeperon (PV) ao DER.

Assessoria
Publicada em 20 de abril de 2017 às 10:42
Anderson do Singeperon busca soluções para a Rodoviária de Porto Velho

As dificuldades de comerciantes permissionários que trabalham na Rodoviária de Porto Velho foram levadas na terça-feira (18/04) pelo deputado estadual Anderson do Singeperon (PV) ao Departamento de Estradas e Rodagens do Governo de Rondônia (DER-RO).

O deputado, juntamente com uma comissão de comerciantes e prestadores de serviços que atuam no local, foi recebido pelo diretor-geral do órgão, Ezequiel Neiva, que ouviu atentamente as necessidades. Estava presente também o vereador Da Silva do Sinttrar (PSB).

Entre elas, além da precária estrutura da Rodoviária que causa desconforto aos usuários e dificulta a prática comercial, refere-se à gestão de empresa terceirizada pelo DER-RO para administrar o local. “Muitos deles pagam valores desproporcionais referentes à concessão dos espaços, que chegam a ultrapassar os R$ 3 mil”, afirmou o deputado.

“Isso não é justo! Sofremos reajustes absurdos, mas não existe a contrapartida”, declarou a comerciante Irene Amaral, referindo-se ao retorno insuficiente e falta de investimentos no local.

A concorrência desleal de ambulantes no entorno da rodoviária também são fator de prejuízo para os comerciantes, sem qualquer intervenção por parte dos administradores. ““Eles só querem saber de cobrar, mas não olham o lado de ninguém aqui”, reclamou um carregador, que paga uma taxa mensal de R$ 198,54.

Anderson reforçou que a base de cálculo utilizada pela empresa na correção dos valores aplicados aos permissionários é menor para as agências de viagens em relação aos pontos dos comerciantes. “Solicitamos ao secretário uma nova reunião com a participação da empresa administradora da rodoviária para que se esclareça os fatos e sejam revistos os compromissos firmados no contrato com o Estado”, revelou o parlamentar que recebeu a concordância do diretor.

O deputado ainda falou sobre o anseio da população para que a Capital tenha uma rodoviária digna e que ofereça conforto à população. “O diretor garantiu que o processo para a nova rodoviária está adiantado, incluindo a indenização ao dono da área onde ocorrerá a obra. “Como parlamentar, estaremos vigilante”, finalizou Anderson do Singeperon.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook