Bolsonaro fecha com PSL

Jair Bolsonaro fechou com Luciano Bivar sua ida para o PSL. Ele assume o partido “de porteira fechada”, ou seja, terá poder sobre todos os diretórios.

Fonte: Estadão | Foto: Reprodução
Publicada em 05 de janeiro de 2018 às 17:03
Bolsonaro fecha com PSL

O presidente do PSL, o deputado Luciano Bivar (PE), afirmou que foi “firmado um acordo com o presidenciável Jair Bolsonaro” e que ele será candidato do partido à Presidência da República. 

O encontro confirmou a disposição de Bivar em “ceder” a legenda para Bolsonaro. “Existem mais semelhanças do que diferenças entre Bolsonaro e o nosso pensamento liberal. É um orgulho tê-lo ao nosso lado”, disse Bivar ao Estado.

Em uma carta divulgada à imprensa confirmando a filiação de Bolsonaro ao PSL, assinada tanto pelo deputado federal quanto pelo presidente do partido, as semelhanças entre os ideiais são também reforçados. Eles falam em "total comunção de pensamentos" entre o partido e o presidenciável:

"Tanto para o presidente Luciano Bivar, quanto para o Deputado Jair Messias Bolsonaro, são prioridades para o futuro do País, o pensamento econômico liberal, sem qualquer viés ideológico, assim como o soberano direito a propriedade privada e a valorização das forças armadas e de segurança", escrevem. "Ambos comungam também da necessidade de preservar as instiuições, proteger o Estado de Direito em sua plenitude e defender os valores e princípios éticos e morais da família brasileira", completam.  

Carta assinada pelo deputado Bolsonaro e pelo presidente do PSL confirma acordo para as próximas eleições Foto: PSL

Integrantes do Livres, grupo que atuava dentro do PSL e repudiava a presença de Bolsonaro por considerá-lo um candidato fisiológico e conservador demais, anunciaram oficialmente a saída do partido assim que foi confirmado o acerto. 

O presidente do PEN/Patriota, Adilson Barroso, afirmou que ainda não recebeu um telefonema de Bolsonaro confirmando a desistência de se candidatar pelo Patriota. "Se isso for confirmado, sei que Deus guardará o melhor para nós. Bolsonaro sabe que no meu partido ele tinha 100% de chances de ser eleito presidente da República", completou. 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook