Dissidentes do PSDB e PSB desistem de ir para o PSL; entre eles está Mariana Carvalho (PSDB)

Ida do deputado Jair Bolsonaro (RJ) para ser candidato à Presidência fez grupo de pelo menos outros 12 deputados federais desistir de se filiar à legenda

Estadão
Publicada em 14 de fevereiro de 2018 às 16:25
Dissidentes do PSDB e PSB desistem de ir para o PSL; entre eles está Mariana Carvalho (PSDB)

Deputado Federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) Foto: Dida Sampaio|Estadão

A ida do deputado Jair Bolsonaro (RJ) para o PSL para ser candidato à Presidência da República pelo partido fez um grupo de pelo menos outros 12 deputados federais desistir de se filiar à legenda. O grupo era formado principalmente por parlamentares jovens dissidentes do PSDB e PSB. 

Capitaneados pelo deputado Daniel Coelho (PSDB-PE), esses parlamentares negociavam a filiação com a ala do PSL intitulada de "Livres", tendência libertária que comandava 12 diretórios estaduais e que era liderada por Sérgio Bivar, filho do deputado federal e ex-presidente da legenda Luciano Bivar (PE).

Nas conversas, Bivar prometia aos deputados que o PSL mudaria o nome para "Livres" e que o novo partido passaria a atuar como uma espécie de "movimento", com viés liberal tanto na economia quanto na política. "Não ia ser um partido de caciques comandando e o resto sabendo depois", disse Coelho ao Estadão/Broadcast.

Os deputados do PSDB que conversaram com o PSL fazem parte da ala conhecida como "cabeças-pretas", tucanos mais jovens que demonstram descontentamento com o governo Michel Temer. Entre eles, estavam o próprio Coelho, Pedro Cunha Lima (PB), Mariana Carvalho (RO) e Pedro Vilela (AL). 

"Quando eles (PSL) procuraram esse grupo de pessoas para conversar, procuraram com um proposta de que o partido seria diferente, viraria Livres, com mudança do estatuto. Um partido que teria instrumentos de participação da sociedade, que seria moderno. Mas acho que abortaram essa ideia", afirmou Daniel Coelho.

Com a frustração com o PSL, o deputado disse que conversa com outros 10 partidos, entre eles o Podemos, mas que ainda não tomou decisão se sairá do PSDB. "Minha prioridade é o PSDB, mas quero que o partido me permita, de fato, uma participação da ala mais jovem. Está tendo pouco diálogo conosco", afirmou. 

O tucano reclama que ele e Mariana perderam os espaços que tinham na executiva nacional, atualmente presidida pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pré-candidato ao Planalto pela legenda. "Até colocaram pessoas jovens de idade, mas que não têm a mesma posição nossa", declarou.

Segundo Coelho, os senadores Aécio Neves (MG) e Tasso Jereissati (CE) tentaram aumentar o diálogo com os cabeças-pretas quando presidiram o partido. "Dali para frente não houve diálogo, e agora estamos sem saber os rumos que tomará o partido. Antes, era consultado. Agora sei dos movimentos pela imprensa", reclamou.

Mariana, Cunha Lima e Vilela também decidiram, por ora, permanecer no PSDB. A deputada, que foi vice-presidente nacional do PSDB até o ano passado, assumiu a presidência do partido em Rondônia e analisa possível candidatura ao governo do Estado. 

Comando. Bolsonaro acertou a ida para o PSL no início de janeiro. Como é deputado federal, ele e os integrantes de seu grupo que são parlamentares só vão se filiar oficialmente em março, durante a janela para livre troca de partidos, sem rico de perda de mandato. Na negociação, ele exigiu ter o comando da sigla, o que já foi efetivado.

Em convenção na última segunda-feira, 5, Luciano Bivar pediu licença da presidência do PSL até novembro. No lugar dele, assumiu interinamente Gustavo Bebiano, advogado de Bolsonaro. Ele deve ficar no cargo até abril, quando o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidenciável, deve assumir o comando da sigla. 

Comentários

  • 1
    image
    Geraldo Mendes 15/02/2018

    O bando de ignóbeis desesperados e acéfalos que apostam em Bolsonaro no pleito deste ano, deveriam analisar um pouco o histórico do candidato.  Um completo inútil, que sempre mamou nas tetas do exército ou do Congresso Nacional, só produzindo confusões e vergonha. 

  • 2
    image
    Negro 15/02/2018

    Carlson Sousa !!! Você perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. Com certeza você deve ser amigo do Luladrão e de sua quadrilha do PT, Aécio Neves Pilantra, Renan Calheiros, Raupp, Romero Jucá, Eliseu Padilha, Moreira Franco, Gleici Hoffmann e de outros políticos vagabundos e corruptos processados pela Lava Jato. Esses maus brasileiros lesaram e destruíram o nosso País. Não defendo nenhum partido, pois todos estão envolvidos na corrupção que assola o Brasil. Será que você vive nas tetas de algum cargo comissionado e a mamata vai acabar!!! Vive nas tetas de algum sindicato? O que você acha do Bolsonaro não me interessa!!! Ele é a bola da vez!!! Não está envolvido em corrupção, pois se estivesse estaria acabado igual aos políticos acima mencionados. É bom você “JAIR” se acostumando porque com a eleição do “Capitão Patriota” os vagabundos e pilantras vão ter que trabalhar para comer. Brasil Acima de Tudo e Abaixo de Deus. Selva!!!

  • 3
    image
    Andre 15/02/2018

    A Mariana seria uma excelente opção para o PSL para este pleito, uma vez que necessitamos de renovação e este pleito seria ótimo para mudanças junto aos ideais do partido e de BOLSONARO para presidente do Brasil.

  • 4
    image
    Carlson Sousa 15/02/2018

    O ator principal dessa história macabra é um cidadão denominado de "NEGRO" pedindo votos para um RACISTA DECLARADO!

  • 5
    image
    Gustavo oliveira 15/02/2018

    Acredite quem quiser nessa gente, mas nunca poderemos esquecer que foram eles do PSDB que colocaram na presidencia o vampiro brasileiro tão bem demonstrado no carnaval do Rio. Mariana agora quer ficar neutra quando ela abraçava o larapio Eduardo Cunha, abraçava e mostrava em redes sociais sua proximidade com o bandido do Aecio... quer agora negar suas raízes? Ela nunca sera candidata ao governo porque sabe que nem mais votos que Expedito a quem traiu teria. Repito: acredite quem quiser, mas ela e esses outros tem de juventude apenas a idade, porque suas ações e métodos são os mesmos dos caciques antigos e responsaveis pelo atraso.

  • 6
    image
    Negro 14/02/2018

    Até parece que o presidente nacional do PSL está preocupado em receber essa dúzia de Deputados que não somam nada para o partido em detrimento do futuro Presidente do Brasil. Na realidade esses ridículos deputados não passam de um "ZERO" à esquerda e dificilmente serão reeleitos. O ator principal desse enredo se chama "BOLSONARO" É bom JAIR se acostumando. É desse jeito.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook