Lava Jato será julgada pelo eleitor

Não há qualquer dúvida de que o aval do eleitor, em outubro, tirando de circulação muita gente que busca o voto apenas para acobertar o exercício ilegal de suas atividades, é que vai sancionar o que de bom a Lava Jato vem fazendo no país.

Lúcio Albuquerque
Publicada em 06 de março de 2018 às 11:12

A chance que procuradores, policiais federais e a Justiça está concedendo ao cidadão brasileiro, revelando em sucessivas operações o grande esquema de criminalidade instaurado em segmentos os mais diversos da vida pública, e privada, brasileira, está dando ao eleitor a oportunidade de chegar à seção de votação em outubro e expurgar, para as calendas do inferno uma lista enorme de privilegiados,  que se escondem por detrás da vários privilégios, em detrimento ao interesse maior da Nação.

Não há qualquer dúvida de que o aval do eleitor, em outubro, tirando de circulação muita gente que busca o voto apenas para acobertar o exercício ilegal de suas atividades, é que vai sancionar o que de bom a Lava Jato vem fazendo no país.

O golpe a partir das urnas, para tentar se manter no poder, vem de todas as formas, mas não atinge apenas o Legislativo, apesar de ser o mais visível de todos, e se o eleitor votar mandando para a casa – ou para a prisão – quem hoje detém mandato parlamentar apenas como escudo contra a lei, ou fabricando mecanismos capazes de gerar isenção,aí sim será possível imaginar que os outros segmentos entendam que acabou a brincadeira que gerou privilégios prejudiciais ao país.

Recentemente escrevi que o eleitor não pode se dar ao luxo da desinformação. Hoje, mais que em qualquer outro período da nossa vida eleitoral, o volume, a velocidade e o poder de mostrar às claras o que vem acontecendo, atingindo atores os mais diversos, é impossível que ainda não tenha formado uma consciência do eleitor em ter de mudar, especialmente de tirar de cena quem há tanto tempo comanda a política, inclusive cá entre nós rondonienses.

Com certeza na vida política deste país nunca o eleitor teve tanta responsabilidade no uso do voto. Compete, a partir de agora, formar uma corrente que leve a pensar de forma real que não vale a pena mais, como ocorre a cada eleição, continuar chorando sobre o leite derramado e culpar apenas os políticos e outros senhores do poder, por tudo que de absurdo vem sendo cometido e mostrado, às claras, com a Lava Jato.

DATAS DE RONDÔNIA

(fevereiro)

Dia 5 – Em 1960 – Em  pronunciamento pela televisão, o presidente JK anuncia que em 10 meses estará aberta a rodovia BR-29, o Outro Braço da Cruz, como dizia o governador Paulo Leal – o primeiro braço, segundo ele, era a rodovia Brasília-Belém (Vitor Hugo, Cinquenta anos do Território Federal do Guaporé).

Dia 7 – Em 1922 – Volta a ser instalada, de forma definitiva, a Comarca de Porto Velho (Antonio Cantanhede, Achegas para a História de Porto Velho).

Dia 7 – Em 1946 – O coronel de exército Joaquim Vicente Rondon assume o governo do Território, o segundo a ocupar tal função. De fevereiro de 1946 a dezembro de 1947 (Tereza Chamma, calendário de Guajará-Mirim).

Comentários

  • 1
    image
    edgard alves feitosa 06/03/2018

    "Vocês que fazem parte dessa massa",Zé Ramalho, em Admirável Gado Novo; a questão principal está em que o povo tem a INFORMAÇÃO, porém lhes falta a CONSCIENTIZAÇÃO; leem jornais e revistas; assistem aos telejornais; interagem nas redes sociais; são muito bem INFORMADOS; porém não conseguem concatenar uma análise crítica; um discernimento político isento de ideologias partidárias; o muro de Berlim caiu em 1989, porém ainda hoje trovejam discussões entre "direita" e "esquerda"; votar em Alckmin? votar em Temer? Votar em Bolsonaro? votar em Maia? Marina? LULA??? Todos velhos, carcomidos e decrépitos ("e ver que toda essa engrenagem/ já sente a ferrugem lhe comer, Zé Ramalho); até a revolução de 64 o Brasil era uma República dos Estados Unidos do Brasil, após 68, é República Federativa do Brasil, isto é, agora está tudo centralizado em Brasília; Solução: a política como expressão da práxis, isto é, a política (sem ideologia partidária) expressando a vontade da POLIS (a Cidade-Estado); cada Cidade seja um Estado, em que os cidadãos em Assembléia elejam seus dirigentes, assumam seu orçamento e apliquem em suas prioridades; porém criamos o estado-Leviatã,que devora nossos impostos, nossa autonomia e nossa Liberdade;

  • 2
    image
    Sidney Rivero Tavernard 06/03/2018

    Sim existem muitos analfabetos funcionais, que mesmo com informações e formações superiores se declaram ao lado daqueles que atendam ao seu interesse. Mas convenhamos, e me permita concordar com o grande jornalista Lúcio Albuquerque. Além do Brasil, ao qual a Lava Jato, que tem seus erros e arroubos, acertou muito mais do que errou e ainda está fazendo bem ao nosso país, mostrando que nas sinecuras dos palácios, congresso nacional, câmara de deputados, restaurantes e residências oficiais, tanto a esquerda, direita ou centrão, apertam as mãos para defederem seus interesses nada REPUBLICANOS. E devemos sim meu amigo e digno jornalista Lúcio Albuquerque, tirar nossas conclusões. Tomem Rondonienses como exemplo os últimos acontecimentos a partir de 03.03.2018 até hoje 06.03.2018, envolvendo a sucessão do Governador Confúncio Moura. Será que tem maior evidência da importância da mídia social sobre nós membros da sociedade. Mesmo quando se tratam de coisas irregulares, feitas sem permissão, e que são maldades em alguns casos repetidas em Rondônia. Vamos ficar de olho aberto. Fiquem com Deus!

  • 3
    image
    Sidney Rivero Tavernard 06/03/2018

    Sim existem muitos analfabetos funcionais, que mesmo com informações e formações superiores se declaram ao lado daqueles que atendam ao seu interesse. Mas convenhamos, e me permita concordar com o grande jornalista Lúcio Albuquerque. Além do Brasil, ao qual a Lava Jato, que tem seus erros e arroubos, acertou muito mais do que errou e ainda está fazendo bem ao nosso país, mostrando que nas sinecuras dos palácios, congresso nacional, câmara de deputados, restaurantes e residências oficiais, tanto a esquerda, direita ou centrão, apertam as mãos para defederem seus interesses nada REPUBLICANOS. E devemos sim meu amigo e digno jornalista Lúcio Albuquerque, tirar nossas conclusões. Tomem Rondonienses como exemplo os últimos acontecimentos a partir de 03.03.2018 até hoje 06.03.2018, envolvendo a sucessão do Governador Confúncio Moura. Será que tem maior evidência da importância da mídia social sobre nós membros da sociedade. Mesmo quando se tratam de coisas irregulares, feitas sem permissão, e que são maldades em alguns casos repetidas em Rondônia. Vamos ficar de olho aberto. Fiquem com Deus!

  • 4
    image
    PEDRO 06/03/2018

    Deixa de ser louco, como um eleitorado mal informado uma massa de analfabetos funcionais, como vão julgar alguma coisa?

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook