NOTA DA SEJUS SOBRE PRINCÍPIO DE MOTIM NO PRESÍDIO 470

A situação foi iniciada por volta de 11:30, quando agentes penitenciários fariam a entrega do almoço aos apenados, constatando que várias grades de celas do pavilhão C da unidade já estavam serradas

Assessoria de Comunicação
Publicada em 09 de junho de 2018 às 15:11
NOTA DA SEJUS SOBRE PRINCÍPIO DE MOTIM NO PRESÍDIO 470

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informa que, numa ação rápida e integrada dos servidores do Sistema Prisional, foi contido por volta das 12h30mim deste sábado (09/06) o princípio de motim na Penitenciária Estadual Milton Soares de Carvalho, também conhecida como Presídio 470, localizada no complexo penitenciário de Porto Velho.

A situação foi iniciada por volta de 11:30, quando agentes penitenciários fariam a entrega do almoço aos apenados, constatando que várias celas do pavilhão C da unidade já estavam serradas. Os amotinados ainda tentaram fazer um dos servidores de refém, mas o mesmo conseguiu se desvencilhar e obter ajuda dos demais colegas. Cerca de 150 homens tentavam fuga. 

No momento da retração, para pedir reforços, colchões foram queimados no pavilhão C, porém, por volta das 12:30 a situação já estava sob controle, graças a ação rápida do Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (GAPE), juntamente com os agentes penitenciários plantonistas.

Na ação, quatro reclusos envolvidos no motim foram alvejados por bala de efeito moral, os quais foram devidamente conduzidos para atendimento médico.

A Secretaria enaltece a agilidade dos servidores penitenciários, impedindo maiores transtornos. Destacando ainda o espirito de unidade, quando servidores que estavam em serviço em outras unidades prisionais se dirigiram ao presídio 470 e reforçaram a ação de contenção. 

A Sejus ainda agradece o apoio do Corpo de Bombeiro Militar que agiu impedindo que o fogo, iniciado com a queima de colchões, se alastrasse.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook