NOTA DE ESCLARECIMENTO

O senador nega com veemência a vinculação de seus posicionamentos e votações com doações de campanha, porque sempre pautou suas decisões a partir de suas convicções e de compromissos com a população e com o Estado de Rondônia.

Assessoria de Imprensa – Senador Acir Gurgacz
Publicada em 09 de agosto de 2017 às 23:05
NOTA DE ESCLARECIMENTO

Senador Acir Gurgacz (PDT)

O senador Acir Gurgacz não recebeu doações da JBS Friboi S/A para a campanha eleitoral ao Senado em 2014. As doações citadas em matérias jornalísticas foram feitas ao Diretório Estadual do PMDB.

O repasse contábil consta na prestação de contas eleitorais da campanha do senador Acir Gurgacz ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por conta de gasto estimado com despesas da coligação majoritária ao Governo do Estado, integradas à campanha ao Senado. (informação disponível no site do TSE –www.tse.jus.br).

O valor é estimado, ou seja, referente à parte das despesas que a candidatura majoritária teve com os materiais e ações integradas.

O senador nega com veemência a vinculação de seus posicionamentos e votações com doações de campanha, porque sempre pautou suas decisões a partir de suas convicções e de compromissos com a população e com o Estado de Rondônia.

Uma prova disso é que o senador Acir Gurgacz sempre trabalhou contra a prática injusta de concentração do mercado da carne na mão de poucas empresas frigoríficas em Rondônia e em todo o Brasil, denunciando a prática de cartel na Comissão de Agricultura do Senado e junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Em 2012, depois de duas audiências promovidas na Comissão de Agricultura, e de vários pedidos de informação ao Ministério da Agricultura, o CADE abriu processo investigatório e encaminhou denúncia ao Ministério da Justiça. Como resultado desta ação, a JBS Friboi foi multada em mais de R$ 7 milhões e teve que assinar um Termo de Compromisso de Desempenho (TCD), em que se comprometia a submeter ao CADE sua política expansionista.

Comentários

  • 1
    image
    Mariana 10/08/2017

    CONVERSA PARA BOI DORMIR! ALGUÉM ACREDITA NISTO? MISERICÓRDIA!!!! MUITA CARA DE PAU!

  • 2
    image
    joao roberto 10/08/2017

    e A RELACAO DE DEVEDORES DO SISTEMA PREVIDENCIARIO BRASILEIRO A EMPRESA DO SENADOR APARECE LA E NAO SE EXPLICOU OU PAGOU A CONTA ISTO E DOMINIO PUBLICO, E SO VER NA INTERNET.

  • 3
    image
    Igor 10/08/2017

    Caro Senador Acir Gurgaz, O senhor recebeu R$ 833 mil reais da JBS, isso é fato, esta comprovado. http://inter01.tse.jus.br/spceweb.consulta.receitasdespesas2014/resumoReceitasByCandidato.action

  • 4
    image
    joão bosco 10/08/2017

    estimado, se o senhor pegou ou não isso não é o caso,pois a empresa brasiliera de politico e uma entidade que se acostumou a lesar o errario público a custa da miséria. o patrimonio privado cresce a custa do poder público e por tabela da miséria da população.todas as ações politica está ligada a corrupção , propina e caixa dois. a ideia dessa empresa é a privatização dos lucros e a socialização da miséria. não existe eficiencia e eficacia nas empresas politicas pois as margem de lucros assim como o setor financeiro já está garantida pela miséria do povo. o senhor pode ser honesto não duvido mais precisamos de uma reforma onde o povo possa ser a razão de existir da economia.

  • 5
    image
    Henry 10/08/2017

    Ilustre senador esqueça a candidatura ao governo. O povo dificilmente repetirá os erros cometidos.

  • 6
    image
    Pedro Manso 10/08/2017

    Acedite se quiser...................., que homem "preocupado com o povo" chega doi meu coração de ver tanta preocupação com Brasil, essa é classe mais justa que tem no Brasil, outra não existe.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook