Odebrecht deu dinheiro a índios, policiais e sindicalistas por obras em RO, diz delator

Henrique Valadares é um dos ex-executivos que fecharam acordo de delação. Segundo ele, repasses serviam para sindicalistas não apoiarem greves, e policiais, para garantirem segurança nas obras.

G1 Brasília
Publicada em 14 de abril de 2017 às 03:00
Odebrecht deu dinheiro a índios, policiais e sindicalistas por obras em RO, diz delator

O ex-executivo da Odebrecht Henrique Valadares afirmou em depoimento que, além de políticos de Rondônia, sindicalistas, policiais e índios do estado também receberam pagamentos da construtora para evitar problemas nas obras das hidrelétricas de Santo Antonio e Jirau. Ele não especificou, contudo, os valores transferidos.

O depoimento de Valadares foi prestado ao Ministério Público no acordo de delação no âmbito da Operação Lava Jato.

As declarações do delator serviram como base para o Supremo Tribunal Federal autorizar a abertura de inquérito para investigar repasses da Odebrecht a políticos de Rondônia.

Os pagamentos

De acordo com Henrique Valadares, sindicalistas de Rondônia "cobravam pedágios mensais" à Odebrecht para "não apoiarem greves, atos de violência, esse tipo de coisa."

O delator explicou, ainda, que os repasses a policiais de Rondônia serviam para pagá-los por "bicos" que eles faziam ao "dar proteção nos canteiros de obras das hidrelétricas".

Valadares afirmou, também, que caciques de tribos indígenas da região também receberam dinheiro. O delator não explicou os motivos para esses repasses.

Comentários

  • 1
    image
    Junior 15/04/2017

    QUEM LEMBRA??? """Assembleia aprova isenção de impostos para usinas do Madeira Projeto do Governo Confúcio aprovado na Assembleia concede benefícios fiscais`às empresas que constroem as usinas do Madeira""""". FICOU ALGUEM SEM RECEBER PROPINA? FICOU! MAS SE NÃO PAGASSEM PRA ELE IRIA ARMAR UM BARRACO.. """"""O deputado Euclides Maciel pediu mais tempo para analisar o projeto e propôs pedido de vista “porque não conheço a fundo a proposta”."""""""""

  • 2
    image
    Maria 15/04/2017

    Decepcionada com td nesse país! Ninguém merece uma bandidagem tão grande como essa onde os que deveriam proteger a população faz isso com tanta corrupção! 

  • 3
    image
    joão bosco 15/04/2017

    parece que foi supresa para os colunável a julgar pelos desmando coragem pulso dos diretores das usinas com relação aos desmando que até a presente data não pagou as compensações e o que falar dos processos parados a espera da misericodia da justiça que demonstrou falta de conhecimento com relação a uma legislação que está desde da decada de 1980. e o bico da policia militar que acredito ser crime . todo mundo é bom e a lua falta um pedaço

  • 4
    image
    Olavo luna 15/04/2017

    Minha família tem uma terra q e herança q meu pai deixou até hoje a energia Santo António não pagou nada pra nossa família,  agora porque um perito da justiça so ser causa ganha pra em energia Santo António. Isso é muito roubo; o processo está em nome do meu; pai, João Moreira luna

  • 5
    image
    Jean F. De Carvalho 14/04/2017

    Liga não dr Figueiredo, o delator caiu atirando desesperadamente tentando atingir até cabeças de moscas brancas. Agora, com relação as exigências dos Sindicalistas e Caciques indígenas sem uma prestação de serviços legal, PROBO, que venha realmente justifica-lo, com provas ROBUSTAS tais pedidos, na minha opinião caracterizado está o crime de CHANTAGEM. Se houver a partipação de agente público na cena do crime exigindo ou deixando de fazer algo que pelo seu MISTER tinha a obrigação de agir e não agiu, caracteriza o crime de CORRUPÇÃO. Se eu tiver equivocado doutor, por favor me corrige.kkk

  • 6
    image
    DELEGADO FIGUEIREDO 14/04/2017

    SEM COMENTÁRIOS. "TRISTES TRÓPICOS" !!!

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook