Odebrecht deu dinheiro a índios, policiais e sindicalistas por obras em RO, diz delator

Henrique Valadares é um dos ex-executivos que fecharam acordo de delação. Segundo ele, repasses serviam para sindicalistas não apoiarem greves, e policiais, para garantirem segurança nas obras.

G1 Brasília
Publicada em 14 de abril de 2017 às 03:00
Odebrecht deu dinheiro a índios, policiais e sindicalistas por obras em RO, diz delator

O ex-executivo da Odebrecht Henrique Valadares afirmou em depoimento que, além de políticos de Rondônia, sindicalistas, policiais e índios do estado também receberam pagamentos da construtora para evitar problemas nas obras das hidrelétricas de Santo Antonio e Jirau. Ele não especificou, contudo, os valores transferidos.

O depoimento de Valadares foi prestado ao Ministério Público no acordo de delação no âmbito da Operação Lava Jato.

As declarações do delator serviram como base para o Supremo Tribunal Federal autorizar a abertura de inquérito para investigar repasses da Odebrecht a políticos de Rondônia.

Os pagamentos

De acordo com Henrique Valadares, sindicalistas de Rondônia "cobravam pedágios mensais" à Odebrecht para "não apoiarem greves, atos de violência, esse tipo de coisa."

O delator explicou, ainda, que os repasses a policiais de Rondônia serviam para pagá-los por "bicos" que eles faziam ao "dar proteção nos canteiros de obras das hidrelétricas".

Valadares afirmou, também, que caciques de tribos indígenas da região também receberam dinheiro. O delator não explicou os motivos para esses repasses.

Comentários

  • 1
    image
    Maria 15/04/2017

    Decepcionada com td nesse país! Ninguém merece uma bandidagem tão grande como essa onde os que deveriam proteger a população faz isso com tanta corrupção! 

  • 2
    image
    joão bosco 15/04/2017

    parece que foi supresa para os colunável a julgar pelos desmando coragem pulso dos diretores das usinas com relação aos desmando que até a presente data não pagou as compensações e o que falar dos processos parados a espera da misericodia da justiça que demonstrou falta de conhecimento com relação a uma legislação que está desde da decada de 1980. e o bico da policia militar que acredito ser crime . todo mundo é bom e a lua falta um pedaço

  • 3
    image
    Olavo luna 15/04/2017

    Minha família tem uma terra q e herança q meu pai deixou até hoje a energia Santo António não pagou nada pra nossa família,  agora porque um perito da justiça so ser causa ganha pra em energia Santo António. Isso é muito roubo; o processo está em nome do meu; pai, João Moreira luna

  • 4
    image
    Jean F. De Carvalho 14/04/2017

    Liga não dr Figueiredo, o delator caiu atirando desesperadamente tentando atingir até cabeças de moscas brancas. Agora, com relação as exigências dos Sindicalistas e Caciques indígenas sem uma prestação de serviços legal, PROBO, que venha realmente justifica-lo, com provas ROBUSTAS tais pedidos, na minha opinião caracterizado está o crime de CHANTAGEM. Se houver a partipação de agente público na cena do crime exigindo ou deixando de fazer algo que pelo seu MISTER tinha a obrigação de agir e não agiu, caracteriza o crime de CORRUPÇÃO. Se eu tiver equivocado doutor, por favor me corrige.kkk

  • 5
    image
    DELEGADO FIGUEIREDO 14/04/2017

    SEM COMENTÁRIOS. "TRISTES TRÓPICOS" !!!

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook