Raupp defende transferência da embaixada brasileira em Israel para Jerusalém

Segundo Raupp, a escolha por Israel de Jerusalém como sua capital é legítima, uma vez que um estado soberano tem o direito de tomar esse tipo de decisão dentro do seu território.

Agência Senado
Publicada em 08 de agosto de 2018 às 16:28
Raupp defende transferência da embaixada brasileira em Israel para Jerusalém

O senador Valdir Raupp (MDB-RO) defendeu nesta quarta-feira (8) a transferência da Embaixada do Brasil em Israel, que fica em Tel Aviv, para Jerusalém. Segundo Raupp, a escolha por Israel de Jerusalém como sua capital é legítima, uma vez que um estado soberano tem o direito de tomar esse tipo de decisão dentro do seu território.

Ele lembrou que o presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, reconheceu Jerusalém como capital de Israel e decidiu pela transferência da embaixada que era sediada em Tel Aviv. Raupp classificou a decisão como corajosa e um passo no estreitamento das relações entre Estados Unidos e Israel, bem como na pacificação do Oriente Médio.

Valdir Raupp acrescentou que tem recebido também manifestações de apoio para a transferência da embaixada brasileira. E relatou que diversas organizações — judaicas, cristãs e sem vinculação religiosa — no Brasil são favoráveis à medida.

— Na Câmara dos Deputados, vários parlamentares do Grupo Parlamentar de Amizade Brasil-Israel já se organizam para pressionar o governo brasileiro a seguir o exemplo do presidente Donald Trump. E em Rondônia diversas lideranças religiosas e políticas têm manifestado a mim o apoio a  Jerusalém como capital israelense, em defesa da transferência da nossa embaixada para aquela cidade. O que é por mim defendido.

Raupp afirmou ainda que espera que o governo brasileiro tome a decisão correta no momento certo.

— Eu creio que se aproxima o momento em teremos que nos posicionar sobre esse tema, que embora envolva uma região geograficamente distante de nós, é muito presente para milhares ou milhões de brasileiros. Que tenhamos a sabedoria de tomarmos a decisão correta de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e que ela contribua para mais um passo na direção da pacificação daquela região.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook