Rede de Proteção à criança em Ji-Paraná adere à campanha contra abuso sexual

A data foi instituída por meio da Lei 9.970, em função do crime ocorrido em 1973, em Vitória-ES, e que ficou conhecido como “Caso Araceli”.

Assessoria de Comunicação Institucional
Publicada em 16 de maio de 2018 às 09:21
Rede de Proteção à criança em Ji-Paraná adere à campanha contra abuso sexual

A Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente da Comarca de Ji-Paraná-RO, lançou uma Campanha contra o abuso sexual infantil, que faz parte da Campanha Nacional Faça Bonito, do Comitê Nacional de Enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, cuja data de mobilização nacional é o próximo dia 18 de maio. A data foi instituída por meio da Lei 9.970, em função do crime ocorrido em 1973, em Vitória-ES, e que ficou conhecido como “Caso Araceli”.

Todos os anos a Campanha de Combate à exploração sexual infantil é encampada pelo Juizado da Infância e da Juventude de Ji-Paraná, Ministério Público (5ª Promotoria de Justiça) e Defensoria Púbica, e agora ganhou também a adesão da Prefeitura de Ji-Paraná (Secretaria de Ação Social – SEMAS/PAEFI), Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Conselho Tutelar, Unimed Ji-Paraná e SGC/RedeTV.

Dois vídeos foram feitos para divulgar a campanha que devem ser veiculados entre os parceiros e redes sociais. A ação, que tem como slogan Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes, convoca todos os segmentos sociais a assumirem a responsabilidade da prevenção e enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil.

Os vídeos trazem informações e estatísticas que visam conscientizar o público da necessidade de envolvimento com a causa, como por exemplo a de que “a cada 8 minutos uma criança ou adolescente é vítima de abuso e exploração sexual. O abusador não está distante. Pode ser o pai, padrastos e tios, avôs e irmãos”.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook