A Solidariedade não pode parar

Saiba como ajudar as famílias afetadas pelo novo coronavírus junto com a LBV

Assessoria
Publicada em 26 de março de 2020 às 11:05
A Solidariedade não pode parar

O novo coronavírus (Covid-19) já afetou milhares de famílias no mundo todo desde o fim do ano passado. No Brasil, essa realidade, infelizmente, não pôde ser diferente. Mas a Solidariedade sem fronteiras possibilita que muitas pessoas enfrentem esse desafio em melhores condições. Por isso, a Legião da Boa Vontade (LBV) convida todos a participarem de sua maior ação solidária neste momento: não deixar que milhares de famílias que estão em situação de insegurança alimentar passem fome. Para isso, solicita ainda que seus doadores continuem colaborando com o trabalho da Instituição.

Nos locais onde as atividades foram temporariamente suspensas, a LBV proverá os atendidos em risco alimentar com itens de primeira necessidade, a exemplo de cestas de alimentos não perecíveis e kits de limpeza, além de fornecer orientações e informações para que não fiquem desamparados.

Assim, serão entregues a eles cestas com os seguintes itens: arroz, feijão, óleo de soja, açúcar, macarrão, farinha de mandioca, fubá, extrato de tomate e sal, bem como itens de limpeza, tais como sabão, água sanitária, desinfetante, detergente e limpador multiuso.

Neste momento, sua Boa Vontade é o caminho para que mais pessoas se previnam desse vírus e tenham condições de o enfrentarem com força e saúde. Você ajuda, a LBV faz! Acesse lbv.org e faça a sua doação!

As doações em grande volume poderão ser entregues diretamente nos endereços da LBV (consulte: www.lbv.org/enderecos).

Onde doar em Rondônia

Centro Comunitário de Assistência Social da LBV

Avenida Farquar, 3.470 – Pedrinhas – Porto Velho/RO

Informações (61) 3221-0747 / 99964-6556

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

Arrependido, de jeito nenhum!

Arrependido, de jeito nenhum!

Apesar das bobagens que o presidente tem dito, não estou arrependido de ter votado nele. Ao contrário de seu antecessor, não se tem notícia, por enquanto, de que ele tenha metido à mão na cumbuca do erário