Conferência reúne lideranças de diversos setores para debater sustentabilidade e desenvolvimento em Rondônia

As conclusões servirão como base para a elaboração de políticas públicas abrangentes, que promovem a democracia participativa e impactam no progresso de Rondônia

Fonte: Texto: Victória Ângelo Bacon e Cíntia Xavier Fotos: Fapero Secom - Governo de Rondônia - Publicada em 02 de abril de 2024 às 14:46

Conferência reúne lideranças de diversos setores para debater sustentabilidade e desenvolvimento em Rondônia

O evento é uma preparação para a Conferência Nacional que será realizada em Brasília (DF)

Com o objetivo de estimular o diálogo e a colaboração entre os diversos atores do ecossistema de inovação, e reforçar o compromisso de Rondônia em promover o progresso e a melhoria de vida para os rondonienses, a Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa (Fapero) e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec) promoveram a 5ª Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, com foco em sustentabilidade e desenvolvimento, no dia 27 de março, em Porto Velho.

O evento é realizado em todas as capitais do Brasil, em uma iniciativa do Governo Federal por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), como preparação para a Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia, programada para acontecer em junho em Brasília (DF), onde se espera realizar avanços e parcerias colaborativas em nível nacional.

SOBRE A CONFERÊNCIA

O foco do encontro concentrou-se na análise dos programas, planos e resultados da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI) 2016-2023, a fim de propor recomendações para a elaboração da ENCTI 2024-2030 das 27 unidades da federação. As conclusões alcançadas durante a Conferência servirão como base para a elaboração de políticas públicas abrangentes, que promovam a democracia participativa e impactem no progresso de Rondônia.

De acordo com o presidente da Fapero, Paulo Hadadd, a realização da etapa estadual da V Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia, em Rondônia, representa um marco significativo para o avanço do Estado no cenário da inovação e do desenvolvimento tecnológico. “As discussões e programas que foram apresentados durante o evento, como a qualificação de profissionais, as bolsas de incentivo à pesquisa e os projetos em andamento reforçam o compromisso do Governo de Rondônia em promover a qualificação da mão de obra especializada”, ressaltou.

PROPOSTAS

Foram discutidas propostas elencadas em quatro eixos

No evento, foram discutidas propostas elencadas em quatro eixos:

PERSPECTIVAS

A partir das discussões e propostas apresentadas no evento, serão elaboradas diretrizes e políticas que orientem a atuação do Governo e de demais agentes envolvidos no fomento à Ciência, a Tecnologia e a Inovação (CT&I) no Estado, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social sustentável da região.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, os resultados da conferência contribuirão na formulação de políticas públicas abrangentes e no fortalecimento da democracia participativa, influenciando o desenvolvimento do Estado.

O diretor de Programas de Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Osório Coelho Guimarães Neto ressaltou que, “para construir uma estratégia nacional é preciso ouvir quem faz a ciência na ponta, elaborando o resumo tecnológico e levando à sociedade”, pontuou.

PARTICIPAÇÃO

A conferência reuniu estudantes, docentes, pesquisadores, segmento produtivo empresarial e terceiro setor. Foi preparada uma programação colaborativa com instituições públicas e privadas das áreas de educação e pesquisa, além de ambientes promotores de inovação e organizações da sociedade civil rondoniense. Pesquisadores, convidados e professores de instituições acadêmicas participaram durante os painéis e palestras, apresentando contribuições relevantes para a construção de políticas públicas sobre temas diversos, a exemplo de desenvolvimento regional, divulgação científica, turismo, desenvolvimento social, meio ambiente e transição energética, e inteligência artificial.

Conferência reúne lideranças de diversos setores para debater sustentabilidade e desenvolvimento em Rondônia

As conclusões servirão como base para a elaboração de políticas públicas abrangentes, que promovem a democracia participativa e impactam no progresso de Rondônia

Texto: Victória Ângelo Bacon e Cíntia Xavier Fotos: Fapero Secom - Governo de Rondônia
Publicada em 02 de abril de 2024 às 14:46
Conferência reúne lideranças de diversos setores para debater sustentabilidade e desenvolvimento em Rondônia

O evento é uma preparação para a Conferência Nacional que será realizada em Brasília (DF)

Com o objetivo de estimular o diálogo e a colaboração entre os diversos atores do ecossistema de inovação, e reforçar o compromisso de Rondônia em promover o progresso e a melhoria de vida para os rondonienses, a Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa (Fapero) e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec) promoveram a 5ª Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, com foco em sustentabilidade e desenvolvimento, no dia 27 de março, em Porto Velho.

O evento é realizado em todas as capitais do Brasil, em uma iniciativa do Governo Federal por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), como preparação para a Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia, programada para acontecer em junho em Brasília (DF), onde se espera realizar avanços e parcerias colaborativas em nível nacional.

SOBRE A CONFERÊNCIA

O foco do encontro concentrou-se na análise dos programas, planos e resultados da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI) 2016-2023, a fim de propor recomendações para a elaboração da ENCTI 2024-2030 das 27 unidades da federação. As conclusões alcançadas durante a Conferência servirão como base para a elaboração de políticas públicas abrangentes, que promovam a democracia participativa e impactem no progresso de Rondônia.

De acordo com o presidente da Fapero, Paulo Hadadd, a realização da etapa estadual da V Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia, em Rondônia, representa um marco significativo para o avanço do Estado no cenário da inovação e do desenvolvimento tecnológico. “As discussões e programas que foram apresentados durante o evento, como a qualificação de profissionais, as bolsas de incentivo à pesquisa e os projetos em andamento reforçam o compromisso do Governo de Rondônia em promover a qualificação da mão de obra especializada”, ressaltou.

PROPOSTAS

Foram discutidas propostas elencadas em quatro eixos

No evento, foram discutidas propostas elencadas em quatro eixos:

  • (I) Recuperação, Expansão e Consolidação do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação;
  • (II) Reindustrialização em Novas Bases e Apoio à Inovação nas Empresas;
  • (III) Ciência, Tecnologia e Inovação para Programas e Projetos Estratégicos Nacionais; e
  • (IV) Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Social.

PERSPECTIVAS

A partir das discussões e propostas apresentadas no evento, serão elaboradas diretrizes e políticas que orientem a atuação do Governo e de demais agentes envolvidos no fomento à Ciência, a Tecnologia e a Inovação (CT&I) no Estado, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social sustentável da região.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, os resultados da conferência contribuirão na formulação de políticas públicas abrangentes e no fortalecimento da democracia participativa, influenciando o desenvolvimento do Estado.

O diretor de Programas de Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Osório Coelho Guimarães Neto ressaltou que, “para construir uma estratégia nacional é preciso ouvir quem faz a ciência na ponta, elaborando o resumo tecnológico e levando à sociedade”, pontuou.

PARTICIPAÇÃO

A conferência reuniu estudantes, docentes, pesquisadores, segmento produtivo empresarial e terceiro setor. Foi preparada uma programação colaborativa com instituições públicas e privadas das áreas de educação e pesquisa, além de ambientes promotores de inovação e organizações da sociedade civil rondoniense. Pesquisadores, convidados e professores de instituições acadêmicas participaram durante os painéis e palestras, apresentando contribuições relevantes para a construção de políticas públicas sobre temas diversos, a exemplo de desenvolvimento regional, divulgação científica, turismo, desenvolvimento social, meio ambiente e transição energética, e inteligência artificial.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

 
Winz

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook