"Noivinha do Aristides" bomba nas redes após mulher ser presa por xingar Bolsonaro

O insulto homofóbico foi chamá-lo de "noivinha de Aristides", que foi instrutor de judô dele no exército

Brasil 247
Publicada em 29 de novembro de 2021 às 15:03

247 - As hashtags #NoivinhadoAristides e #Bolsnaroxiliquento são um dos assuntos mais comentados do Twitter após vir à tona a prisão de uma mulher de 40 anos, que foi detida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) neste sábado (27) após xingar Jair Bolsonaro.

O insulto homofóbico foi chamá-lo de "noivinha de Aristides", que foi instrutor de judô dele no exército.

Veja a repercussão: 

 

 

 

 

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook