Programa Municipal forma residentes em obstetrícia e ginecologia em Porto Velho

Podem participar do processo seletivo médicos graduados e inscritos no Cremero

Superintendência Municipal de Comunicação - SMC
Publicada em 21 de fevereiro de 2021 às 10:05
Programa Municipal forma residentes em obstetrícia e ginecologia em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho realizou, na sexta-feira (19), a colação de grau da VII Turma de Residência Médica em Obstetrícia e Ginecologia da Maternidade Municipal Mãe Esperança.

As médicas, Jaqueline Polon Abddoud, Juma de Oliveira Hakosaki, Thalita do Nascimento Brasil e Thalita Iana Alves Kussler, receberam o diploma de pós-graduação nas duas especialidades, no auditório do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero).

O programa de residência médica iniciou em março de 2012, sendo formadas, até agora, sete turmas. Ao todo, 22 profissionais de medicina já concluíram a especialização após treinamento na Maternidade Municipal.

Podem participar do processo seletivo para especialização, médicos graduados e inscritos no Cremero. A seleção é feita anualmente por meio de provas escrita e entrevistas.

A cerimônia de colação de grau ocorreu seguindo as orientações das regras sanitárias para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

ESCOLA


A secretária adjunta municipal de Saúde de Porto Velho, Marilene Penati, desejou sucesso, em nome da Semusa, às profissionais que concluíram o curso. "A Maternidade Municipal é uma grande escola e grandes ensinamentos podem ser retirados de lá, principalmente a vivência de amor e de fraternidade".

FAMÍLIA

Chefe de residência e formanda, a médica Thalita do Nascimento Brasil agradeceu o apoio da família que, segundo ela, foi a base para que prosseguisse com o seu sonho. Ela também manifestou gratidão à equipe gestora do curso. "Todos os preceptores, cada um com a sua peculiaridade, somaram de uma forma singular na nossa formação. Éramos como folhas em branco que foram preenchidas por cada um com seu profissionalismo", completou.

“Todo ano, o programa forma quatro especialistas. São vagas destinadas à entrada de residentes, que colam grau três anos depois”, explica a coordenadora da Comissão de Residência Médica da Maternidade Municipal Mãe Esperança (Coreme), Conceição Simões.

INÍCIO

Os Programas de Residência Médica e Residência Multiprofissional, no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) foram criados pela Lei nº 2012, de 23 de maio de 2012, em regime especial de treinamento em serviço, com carga horária de 60 (sessenta) horas semanais.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook