Vacinação itinerante contra a covid-19 chega aos moradores do Cristal da Calama em Porto Velho

Prefeitura também ofertou outros serviços de saúde

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)
Publicada em 06 de setembro de 2021 às 09:04

Regiane Meireles completou o ciclo de imunizaçãoRegiane Meireles completou o ciclo de imunização

A vacinação itinerante contra a covid-19 chegou, no último sábado (4), ao Residencial Cristal da Calama. Mais de mil moradores receberam a primeira ou segunda dose da vacina.

A imunização aconteceu das 9h às 13h, em um dos espaços de convivência. As equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) tiveram o apoio de um caminhão, cedido pela Defensoria Pública do Estado, onde as vacinas eram diluídas e armazenadas até o momento da aplicação. “Pensamos em uma estratégia para dar celeridade nas filas de primeira e segunda dose”, explica Elizeth Gomes, gerente de imunização.

Regiane Meireles completou o seu ciclo de imunização durante a ação do último sábado. A moradora havia tomado a primeira dose no drive-thru realizado na Base Aérea, em julho. “É uma diferença bem grande da primeira vez, quando me desloquei quilômetros de distância da minha casa. Agora, com a segunda dose, planejo retornar ao trabalho”, afirma a autônoma.

O Cristal da Calama é um conjunto habitacional popular distante dos tradicionais pontos de vacinação da Prefeitura. O bairro é populoso e de rápido crescimento, fatores que levaram o Município a priorizar a região na vacinação itinerante. “Não é todo mundo que tem condições ou transporte próprio para ir aos pontos fixos de imunização, por isso, a vacinação itinerante vem como esse objetivo, de aproximar o morador da vacina e garantir, o quanto antes, a imunidade ao maior número de pessoas”, afirma a secretária adjunta da Semusa, Marilene Penati.

MAIS SERVIÇOS

Além da primeira e segunda dose contra a covid-19, a Prefeitura também ofertou outros serviços de saúde, como a realização de testes rápidos para a detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), verificação de glicemia, consultas clínicas, atendimento e encaminhamento odontológico, além de cortes de cabelo.

Diversos serviços foram oferecidos na açãoDiversos serviços foram oferecidos na ação

Nildete Beltrão é gerente da linha de cuidados do Departamento de Atenção Básica (DAB) e explica a importância de ofertar outros atendimentos durante a vacinação itinerante. “Usamos a vacinação contra a covid-19 como um atrativo para outros serviços em saúde, uma vez que essa é uma região ainda distante da cobertura de atenção básica e precisa ser assistida com frequência por ações itinerante como a de hoje”, afirma.

Segundo a Semusa, mais de mil pessoas foram imunizadas com primeira e segunda dose durante as quatro horas de ação.

Ana Kelly é moradora do Cristal da Calama e aproveitou a ação para levar o filho de 12 anos. O rapaz era o único membro da família ainda não imunizado contra a covid-19. “A gente trabalha a semana toda e, no sábado, ter a vacinação bem na porta de casa é uma maravilha. Facilita muito a vida de quem mora longe dos pontos de imunização. A gente fica mais aliviado com a certeza do primeiro passo”, afirma a moradora.

Vacinação no Cristal da Calama

Texto: Pedro Bentes
Foto: Leandro Morais

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook