CNJ divulga salário de juízes. Confira a relação de Rondônia

Ainda não existe link para acessar a relação de salário dos magistrados do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia e do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (Rondônia e Acre).

Tudorondonia com Agência CNJ de Notícias
Publicada em 06 de dezembro de 2017 às 14:05
CNJ divulga salário de juízes. Confira a relação de Rondônia

Vinte e três tribunais já enviaram para o Conselho Nacional de Justiça as informações referentes à remuneração de seus magistrados.

A obrigatoriedade do envio das informações advém da Lei de Acesso à Informação (Lei n. 12.527, de 18 de novembro de 2011) e da Resolução n. 215, do CNJ, de 16 de dezembro de 2015.   

Desde a semana passada, o CNJ passou a disponibilizar, na área de Transparência deste Portal, os dados relativos aos salários e benefícios dos magistrados, envolvendo as seguintes esferas do Judiciário: Estadual, Federal, Eleitoral, Trabalhista e Militar. Para uniformizar as informações e facilitar o entendimento pela população, o CNJ colocou à disposição dos tribunais de Justiça uma planilha padronizada. Nela os devem-se especificar os valores relativos a subsídio e eventuais verbas especiais de qualquer natureza, para divulgação ampla à cidadania. 

RONDÔNIA

As listas com o salário dos juízes e desembargadores dos tribunais do Trabalho da 14ª Região (Rondônia e Acre) e Regional Eleitoral ainda não estão disponíveis no site do CNJ, embora o nome das duas instituições tenha sido relacionado. Ainda não existe link para acessar a relação de salário dos magistrados destes dois tribunais. 

Acesse aqui para visualizar a planilha de remuneração dos magistrados (geral).

Confira a planilha de remuneração dos magistrados de Rondônia.

Comentários

  • 1
    image
    Milton 07/12/2017

    Boa tarde a todos, tem juiz com ganhos de R$ 249.000,00 - vale-se por 249 pais de família de ganha um salario minimo, a CF veda valores maior que o salario de Ministro do STF hoje por volta de R$ 39.000,00, na minha opinião o nosso Brasil é uma total vergonha, cade o fiscal da Lei do MPE/MPF, não faz nada, o ladrão de galinha vai a cadeia é fica por lá por muitos anos. A democracia acabou está fadada ao fracasso. \uma vergonha total.

  • 2
    image
    O GUARDIÃO 06/12/2017

    É NESTA MUTRETAGEM DE VERBAS IDENIZATORIAS QUE RESIDE O PROBLEMA, HAJA VISTA QUE NEM O IMPOSTO DE RENDA INCIDE SOBRE AS MESMAS. COMO SE VÊ ESSE POVO NÃO TEM MORAL PARA PRESTAR JUSTIÇA A NINGUÉM

  • 3
    image
    JOSIMAR 06/12/2017

    Caro colega, isso não é coisa dessa tal imprensa dominante q vc fala não, isso é Fato, como justificar num País onde o salário mínimo não chegar a 1.000 reais, onde tem cerca de 15 milhões de desempregados, um Juiz receber quase 200 mil reais, não importa o motivo, é discrepância, toda profissão exige dedicação, qto ganha um professor de Escola pública, com trinta anos dando aula, é óbvio que um Magistrado tem obrigação de ser Muito bem remunerado, com certeza, mais precisa ser um valor Absurdo como alguns desses, o problema q no Brasil, tudo de errado jogam nas costas dos políticos, só q politicos, de Vereadores à Presidente da República, quem coloca e tira somos todos nós, enfim, tenho certeza que tais magistradas q ganham salários Absurdos, (gostam, é verdade, quem não gosta de dinheiro?) mas não se sintam confortáveis em dizer q ganham mais de 100 mil reais, todo mês, em um país de Miseráveis. Como diria Bóris Casoy, Isso é uma Vergonha!!!!!

  • 4
    image
    Manoel 06/12/2017

    SUGESTÃO AO EDITOR TÃO COMBATIVO, COLOQUE EM LETRAS GRANDES E EM ORDEM DECRESCENTE, NINGIEM ENXERGA NADA! VI QUE TEM SALÁRIOS DE MAIS DE 100 MIL, QUAL O TETO DO SERVIDOR PÚBLICO MESMO?

  • 5
    image
    Henry 06/12/2017

    É um absurdo mesmo essas verbas indenizatórias, que na verdade não passam de uma espécie de complementação salarial, e pasmem, não sofrem incidência de IR, dada a sua natureza.

  • 6
    image
    carlson lima 06/12/2017

    TA BOM DEMAIS PRA ELES

  • 7
    image
    Márcia Belotto 06/12/2017

    Salários líquidos mensais que ultrapassam cem mil reais?! O que é isso gente??? Isso não é nem de longe razoável, nem aqui nem em país algum, ainda mais vindo de juízes e de um "Tribunal de Justiça". Que indenizações são essas que eles se dão? Os subsídios ok, é o que é de conhecimento da sociedade. Mas e essas indenizações? É para fugir do teto constitucional? Isso não tem explicação. Temos que fazer alguma coisa urgente!!

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook