Boa alimentação ajuda a prevenir o câncer, orienta oncologista

O médico Ramon de Mello detalha os benefícios dos alimentos saudáveis

Ramon Andrade de Mello
Publicada em 05 de agosto de 2022 às 11:32
Boa alimentação ajuda a prevenir o câncer,  orienta oncologista

Uma boa alimentação é fundamental para a prevenção de vários tipos de câncer. “Mudar hábitos também contribui para uma vida saudável. O excesso de peso, alcoolismo, tabagismo, sedentarismo e consumo exagerado de alimentos processados podem desencadear o surgimento de tumores cancerígenos”, orienta o médico Ramon Andrade de Mello, professor da disciplina de oncologia clínica do doutorado em medicina da Universidade Nove de Julho (Uninove), do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e PhD em oncologia pela Universidade do Porto, Portugal.

Um estudo recente das Universidade de Newcastle e Leeds, ambas no Reino Unido, acompanhou pacientes com síndrome de Lynch, uma condição hereditária que amplia os riscos de diagnósticos para alguns tipos de câncer antes dos 50 anos. A pesquisa concluiu que doses de amido resistente, presente na banana, reduziram a incidência de câncer em aproximadamente 60%.

Ramon de Mello lembra que muitos estudos ainda analisam o impacto das frutas, legumes, verduras e outros produtos na prevenção de tumores oncológicos. “Por enquanto, as pesquisas apontam que uma dieta variada pode contribuir para diminuir o risco de muitos tipos de câncer”.

Alguns alimentos trazem benefícios já comprovados, como a maçã, que fornece fibras alimentares e compostos de polifenóis. Esses elementos se associam aos micróbios intestinais para criar um ambiente que ajuda a reduzir o risco de câncer. Os carotenoides, encontrados em vegetais de folhas verdes escuras, atuam como antioxidantes e aumentam as defesas do organismo. “Isso pode ajudar a impedir que os radicais livres danifiquem o DNA, que pode levar ao câncer”, esclarece o oncologista.

As leguminosas são conhecidas por conter amido e compostos fenólicos que contribuem para o crescimento de bactérias intestinais promotoras da saúde. As laranjas fornecem antioxidantes e outras formas de proteção contra o câncer. “Mesmo a ingestão de alimentos saudáveis deve ser equilibrada. O excesso pode provocar outros distúrbios alimentares e impactar na saúde”, orienta Ramon de Mello.

Sobre Ramon Andrade de Mello

Pós-doutorado em Pesquisa Clínica no Royal Marsden NHS Foundation Trust (Inglaterra), Ramon Andrade de Mello tem doutorado (PhD) em Oncologia Molecular pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (Portugal).

O médico tem título de especialista em Oncologia Clínica, Ministério da Saúde de Portugal e Sociedade Europeia de Oncologia Médica (ESMO). Além disso, Ramon tem título de Fellow of the American College of Physician (EUA) e é Coordenador Nacional de Oncologia Clínica da Sociedade Brasileira de Cancerologia, membro da Royal Society of Medicine, London, UK, do Comitê Educacional de Tumores Gastrointestinal (ESMO GI Faculty) da Sociedade Europeia de Oncologia Médica (European Society for Medical Oncology – ESMO), Membro do Conselho Consultivo (Advisory Board Member) da Escola Europeia de Oncologia (European School of Oncology – ESO) e ex-membro do Comitê Educacional de Tumores do Gastrointestinal Alto (mandato 2016-2019) da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (American Society of Clinical Oncology – ASCO). 

Dr. Ramon de Mello é oncologista do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e do Centro de Diagnóstico da Unimed, em Bauru, SP.

Confira mais informações sobre o tema no site

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook