Deputado Dr. Neidson preside reunião de negociação entre servidores da Saúde e Governo 

Parlamentar encabeçou a discussão que definiu aumento no Auxílio Alimentação e apresentação do PCCR em seis meses

Autor: Juliana Martins-ALE/RO
Publicada em 13 de janeiro de 2020 às 14:11
Deputado Dr. Neidson preside reunião de negociação entre servidores da Saúde e Governo 

O deputado Dr. Neidson (PMN) comandou a negociação realizada na tarde de sexta-feira (10), entre Governo e servidores da Saúde. A categoria pede a correção das perdas salariais da ordem de 32% e a implantação efetiva do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCR), além da revisão de auxílios como a insalubridade, alimentação e saúde. 

A discussão aconteceu no auditório da Assembleia Legislativa e contou com participação dos deputados Jair Montes (Avante), Eyder Brasil (PSL) e Chiquinho da Emater e do deputado federal, Mauro Nazif (PSB). 

Antes da reunião, Dr. Neidson esteve na Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) com o gestor da pasta, Fernando Máximo, com o secretário de Finanças, Luiz Fernando e com o chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves. 

“Eu estive no CPA para confirmar a presença dos representantes do Governo na reunião com a categoria e para me antecipar quanto à proposta do Estado aos trabalhadores da Saúde”, informou o deputado.

Plano de Cargos, Carreira e Remuneração 

De acordo com o parlamentar, além de melhores condições de trabalhos e valores salariais, os servidores pedem a implantação do PCCR. 

“E como proposta, o Governo se comprometeu a contratar uma empresa para realizar o estudo e confecção do PCCR, sendo que esta empresa pediu um prazo de seis meses. Os trabalhos começaram à partir da abertura do orçamento deste ano, lá pelo dia 20 de janeiro, e só então, depois de seis meses, essa empresa entregaria o PCCR”, explicou Neidson. 

Os trabalhos de readequação do PCCR, segundo o deputado, serão acompanhados por sindicatos da classe, servidores da Saúde e pela Assembleia Legislativa. Como membro da Comissão de Saúde, Dr. Neidson garantiu que, assim que o plano chegasse à Casa de Leis, providenciará, o mais rápido possível, a votação para a aprovação do PCCR da categoria. 

"Chegando o Projeto de Lei do PCCR aqui na Casa, se for de acordo com os servidores, votamos com celeridade, sem nenhum problema. Os deputados estão colaborando com um entendimento e vamos trabalhar nesse sentido", disse Dr. Neidson. 

Auxílio alimentação 

Após ampla discussão, os secretários da Sefin e da Sesau, anunciaram que iriam ceder às reivindicações da classe e concederam aumento de R$ 158,00 no auxílio alimentação, que passa dos atuais R$ 100,00 para R$ 258,00 para toda a categoria, a partir de fevereiro.

 “Já é uma conquista, um resultado positivo para os trabalhadores da Saúde, porém, ainda não é uma vitória. Queremos que todos os servidores possam ser contemplados com as melhorias, inclusive, os técnicos em Radiologia. Lutar pelos servidores da categoria e seus direitos é uma bandeira que já venho defendendo desde nosso primeiro mandato e após essa reunião, estou otimista quanto à implantação efetiva do PCCR. Vamos aguardar que o Governo cumpra a parte deles. Estarei acompanhando”, concluiu Dr. Neidson.

Foto: José Hilde-Decom-ALE-RO

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Marcos Britto 14/01/2020

    A verdade é que, o Governo/Sesau,nem compareceu, num descaso total,só depois de muita pressão,vieram, sem proposta alguma,até porque,o PCCR,ora apresentado, foi elaborado por uma equipe técnica da própria SESAU,com sindicatos e representantes de alguns servidores,muito lamentável,mais uma vez,os desmandos para com a SAÚDE, e um acréscimo de 158,00 reais ao auxílio alimentação,muito vergonhoso depois de 16 anos de sofrimento,com promessas vagas de até 6 meses apresentação de um novo PCCR, nem dar para acreditar! O mês de dezembro veio sem os plantões especiais, prejudicando os servidores, que trabalharam nos sábados,domingos e feriados, longe da sua família e de seu descanço, solicitamos ao Dr. Neidson, que interceda junto ao governo,que anunciou que o pagamento de janeiro seria dia 29/01, que seja antecipado para dia 24, sexta_feira, considerando que o último pagamento se deu dia 20 de dezembro🤔

  • 2
    image
    Aristides 13/01/2020

    Parece que essa turam aí acredita em estória de papai noel!

  • 3
    image
    Evald 13/01/2020

    Vergonhoso este "aumento"! O governo só enrolando os "bestas".

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook