Prefeitura vai reformar unidade de saúde do bairro São Sebastião

Investimento com recursos próprios do Município é de mais de R$ 600 mil

Larissa Vieira Foto: Wesley Pontes
Publicada em 23 de novembro de 2022 às 17:14

A reforma será nos mais de 460 metros quadrados da unidadeA reforma será nos mais de 460 metros quadrados da unidade

Foi assinada na manhã desta quarta-feira (23) a ordem de serviço que autoriza a reforma da Unidade Básica de Saúde São Sebastião, com recursos próprios da Prefeitura de Porto Velho. A reforma será nos mais de 460 metros quadrados da unidade, com adequação dos ambientes, que vai garantir melhor fluxo de trabalho aos servidores e à população, de acordo com as normas técnicas.

Ao todo, devem ser investidos mais de R$ 600 mil na unidade que, desde janeiro deste ano, já realizou mais de 9.300 atendimentos. No local, entre os serviços oferecidos estão saúde da mulher, da criança, saúde mental, planejamento familiar, prevenção ao câncer, pré-natal, entre outros.

"Com essa adequação do fluxo, vamos poder atender ainda melhor e com mais acessibilidade. Essa reforma é importante tanto para os servidores que trabalham na unidade quanto para os pacientes que são atendidos, já que temos uma demanda muito grande de crianças, idosos, para os mais diversos tipos de atendimento", diz a diretora da unidade, Lidiane Cordeiro.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, o objetivo é que essa melhoria se estenda para mais unidades de saúde pela capital.

"É importante frisar que é uma reforma e não uma ampliação, assim como deve acontecer em outras unidades de saúde, já que essa ordem de serviço não será assinada apenas aqui no São Sebastião. Nosso objetivo é melhorar as condições principalmente para receber a população nesta época do ano, que chove muito e pode causar alguns transtornos. A unidade já é bem estruturada e organizada, tanto em relação ao serviço quanto aos servidores, então a meta é realmente melhorar a parte estrutural da UBS", explica a secretária.

O presidente da associação do bairro São Sebastião, Marcelo Villar, que também é gerente do Centro Integrado Materno Infantil (Cimi), disse que a expectativa da comunidade para a reforma e readequação da unidade de saúde é grande.

"Não só os moradores dos bairros São Sebastião I e II serão agraciados com esse benefício, mas também os moradores do bairro Costa e Silva e proximidades, que buscam atendimento aqui. A unidade é pequena, mas recebe uma grande demanda de serviços de saúde".

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook