Presidente da Assembleia defende pressão para reduzir tarifa de energia em Rondônia

Deputado Laerte Gomes explica que deputados estaduais pressionarão bancada em Brasília.

ALE/RO - DECOM/Eranildo Costa Luna/Foto: Marcos Figueira
Publicada em 20 de fevereiro de 2019 às 09:45
Presidente da Assembleia defende pressão para reduzir tarifa de energia em Rondônia

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), anunciou que uma comissão de deputados irá a Brasília hoje (20) discutir “o abuso” no aumento da conta de energia elétrica em Rondônia. 

O parlamentar afirmou que alguma coisa existe de errado, porque a elevação na tarifa seria de 27 %, mas existem casos em que o valor da conta está dobrando. 

“A conta não fecha. Existem Estados onde a conta é mais barata do que aqui. Existe uma dívida que não deve ser paga pela população. Vamos estar na audiência em Brasília para pressionar a bancada federal, que precisa pressionar a Aneel”, afirmou. 

Laerte Gomes lembrou que os deputados estaduais não têm poder para decidir sobre a tarifa, mas podem pressionar autoridades federais para que o problema seja resolvido. 

Ele disse ser inadmissível que Rondônia tenha três hidrelétricas e que a tarifa esteja tão alta. “Não podemos esquecer das pessoas carentes, mas também devemos nos lembrar dos comerciantes e empresários que também são penalizados”, acrescentou. 

Laerte Gomes foi parabenizado pelos colegas, devido ao seu posicionamento em defesa da população, e ouviu propostas como a do deputado Marcelo Cruz (PTB), para que o ICMS na conta de energia seja reduzido em Rondônia, como forma de amenizar o sofrimento da população. 

Ele lembrou que a proposta deve partir do Executivo, com o qual será mantido diálogo. “No momento devemos usar todas as armas que temos para pressionar a bancada federal”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Chico Bento 20/02/2019

    Porque não te calhas!!!!! como bem disse o rei da Espanha para o Hugo Chaves. Não adianta, agora a Inês é morta.

  • 2
    image
    joão camara 20/02/2019

    Infelizmente deputado foram vocês mesmo que entregaram a CERON a preço de banana para o grupo privado. Vocês nem sequer compareceram á audiência pública realizada pelo BNDES aqui em Porto Velho para manifestar posição contra a privatização. Vocês e seus padrinhos (Valdir Raupp, Marinha Raupp, Ivo cassol) avalizaram a venda da CERON e agora vem pousas de santinhos. Vocês lavaram as mãos no ano passado quando o sindicato buscou ajuda e alertou a todos os deputados estaduais sobre o processo criminoso de venda da CERON e vocês não fizeram nada. Agora o povo vai pagar a conta e os trabalhadores serão demitidos. Agora veio 25% e em novembro virá outro reajuste bem alto também. Agora é tarde

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook