Proampe financia pequenas empresas rondonienses com empréstimos de até R$ 30 mil

O programa vai oferecer crédito de até R$ 30 mil para cada beneficiário, tendo como garantia o aval da própria pessoa física e um prazo para pagamento de até 36 parcelas

Cleuber Rodrigues Pereira Fotos: Daiane Mendonça e Roberta Pereira Secom - Governo de Rondônia
Publicada em 25 de maio de 2021 às 14:18
Proampe financia pequenas empresas rondonienses com empréstimos de até R$ 30 mil

Proampe já tem os primeiros modelos de negócios que deram certo com boas perspectivas para o empreendedorismo do rondoniense

Instituído no final do ano passado pelo Governo de Rondônia, por meio do Decreto n.º 25.555, de 16 de novembro de 2020, o Programa de Apoio às Micros e Pequenas Empresas e Empreendedores de Pequenos Negócios (Proampe) já tem os primeiros modelos de negócios que deram certo com boas perspectivas para o empreendedorismo do rondoniense, marcado por iniciativas de valor que estão reerguendo projetos prejudicados pela pandemia e que já estão gerando emprego e renda em várias regiões do Estado.

O programa que tem sua base na orientação do governador Marcos Rocha, em apoio e suporte às pequenas inciativas produtivas empresariais, é coordenado pela Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), que tem como objetivo central estimular as atividades econômicas, viabilizando melhores condições de vida e competitividade sustentável para os empreendedores de pequenos negócios do Estado, num projeto que possibilita a concessão de crédito conjugado com capacitação e assistência técnica aos tomadores habilitados.

FINANCIANDO MEU NEGÓCIO

A empresa de Roberta, em Rolim de Moura, é um dos modelos de pequenos empreendimentos

A empresária Roberta Pereira Caleiros, de Rolim de Moura, foi uma das beneficiadas pela linha de crédito do Proampe e está reorganizando a estrutura de negócio de sua empresa, que produz e comercializa produtos religiosos. “A pandemia foi um momento difícil para todos nós”, disse ela, agradecida ao apoio do Governo em oferecer esta oportunidade para a sobrevivência das empresas.

Segundo ela, com os R$ 30 mil que conseguiu financiar será possível adquirir novos produtos para reforçar seu estoque e reservar a maior parte do dinheiro para capital de giro, fundamental para alavancar os negócios. A empresária que atua há sete anos no ramo de artigos religiosos e presentes revelou-se satisfeita e incentivada a prosseguir, destacando que pretende também investir mais na estratégia de comércio pela internet como alternativa para aumentar as vendas.

De opinião semelhante, o pequeno empresário Andrey Felipe da Silva João, proprietário da pequena empresa de porcelanataria, também de Rolim de Moura, entende que só com o apoio do Governo é que será possível vencer as dificuldades geradas pela pandemia e se reinventar para sobreviver a este novo tempo, com esforço renovado para continuar trabalhando, gerando emprego e renda.

Ele disse que utilizará os R$ 30 mil do financiamento que está contratando para reestruturar e melhorar os negócios de compra e venda, investir um pouco em mão de obra e principalmente reservar a maior parte do valor para capital de giro, de modo que a empresa tenha lastro de segurança para tocar e alavancar sua estratégia de produção e venda.

FINANCIAMENTO DE ATÉ R$ 30 MIL

Importa destacar que o Proampe é parte do Planejamento Estratégico do Governo de Rondônia, que prevê a disponibilidade de R$ 10 milhões em financiamento, com linhas de crédito de baixo custo para atender a este segmento produtivo. A proposta e as demais informações sobre o Proampe podem ser obtidas com detalhes no endereço http://www.rondonia.ro.gov.br/governo-de-rondonia-avanca-com-programa-de-microcredito-para-fortalecer-pequenos-negocios-no-estado/. A proposta é impactar positivamente a economia ao incentivar o fortalecimento de pequenos negócios no Estado.

Para a consecução deste objetivo e formalização dos instrumentos contratuais com as pequenas empresas será praticada uma taxa de juros anual máxima igual à taxa do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), acrescida de 1,25% sobre o valor concedido. O programa vai oferecer crédito de até R$ 30 mil para cada beneficiário, tendo como garantia o aval da própria pessoa física e um prazo para pagamento de até 36 parcelas.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook