Senado aprova indicação do ministro Emmanoel Pereira para o CNJ

Mandato é para o biênio 2019/2021.

TST
Publicada em 13 de julho de 2019 às 09:43
Senado aprova indicação do ministro Emmanoel Pereira para o CNJ

O Senado Federal aprovou, na terça-feira (9), a indicação do ministro Emmanoel Pereira para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no biênio 2019/2021. O ministro foi indicado pelo Tribunal Superior do Trabalho para representar o TST no CNJ em substituição ao ministro Aloysio Corrêa da Veiga.  Na última terça-feira (2), o ministro passou por sabatina na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), e a indicação foi aprovada pelo Plenário, uma semana depois, com 64 votos a favor.

Ministro desde 2002 em vaga destinada à advocacia, ele vai suceder o ministro Aloysio Corrêa da Veiga, cujo mandato no CNJ termina em setembro.

O ministro Emmanoel Pereira nasceu em Natal e é bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Como advogado, foi procurador-geral da Assembleia Legislativa do RN, consultor jurídico da Câmara Municipal de Natal e juiz auditor do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado.

Foi também conselheiro federal, vice-presidente da Comissão de Relações Internacionais e membro efetivo da Comissão de Prerrogativas do Órgão Especial do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook