Senador Acir Gurgacz apresenta agricultura de Rondônia e do Brasil na Cop26

“Temos que colocar o homem integrado ao meio ambiente, como agente da proteção das florestas e a recuperação ambiental”, salientou Gurgacz

Assessoria/Parlamentar
Publicada em 09 de novembro de 2021 às 08:29
Senador Acir Gurgacz apresenta agricultura de Rondônia e do Brasil na Cop26

Senador Acir Gurgacz com empresários e agricultores no espaço compartilhado da CNI e CNA na Cop26

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) está apresentando na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (Cop26) os principais resultados da agricultura de Rondônia e do Brasil no resgate de carbono e na redução da emissão de gases de efeito estufa. Gurgacz participou nesta segunda-feira, 8/11, junto com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e do presidente da Comissão de Meio Ambiente, Jacques Wagner (PT-BA), de reuniões com representantes da China e do Reino Unido sobre os temas ambientais globais.

O senador rondoniense também se encontrou com líderes indígenas da Amazônia, como a estudante Txai Surui, de Cacoal, que discursou na abertura da conferência. No fim do dia, Gurgacz teve um encontro com empresários e agricultores de todo o Brasil que estão na Cop26, no espaço compartilhado na Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) para mostrar a agenda do setor produtivo sobre as mudanças climáticas.

Senador Acir Gurgacz e presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, com representantes do governo do Reino Unido.

“Nosso primeiro dia aqui na Cop26 foi de muito trabalho. Estamos mostrando aos líderes mundiais que nossa agricultura contribui para o resgate de carbono e a redução da emissão de gases de efeito estufa, e que o Brasil tem uma agricultura sustentável. Estamos acompanhando tudo com muita atenção e responsabilidade, pois o que será decidido aqui terá impacto em Rondônia, na Amazônia e em todo o Planeta”, frisou Gurgacz.

No encontro com lideranças da China e do Reino Unido, o senador apresentou um documento da Comissão de Agricultura com as principais pautas em discussão no Congresso Nacional, como a nova Lei Geral do Licenciamento Ambiental, as propostas de ampliação da regularização fundiária e o Programa Restaura Amazônia, de sua autoria, que propõe a recuperação de áreas degradadas da Amazônia. No mesmo encontro, o presidente da Comissão de Meio Ambiente, senador Jacques Wagner, apresentou um relatório com avaliações das políticas climáticas do Brasil e de outros países.

Senador Acir Gurgacz com a estudante Txai Surui na Cop26

Ao se encontrar com a rondoniense Txai Surui e outras lideranças indígenas, o senador Acir Gurgacz destacou que a luta dos povos indígenas também é a sua luta. “Para proteger a floresta precisamos, antes de tudo, respeitar os povos originários, as populações indígenas, que sãos os principais guardiões das florestas”, disse Gurgacz.

O senador reforçou que a proposta de sustentabilidade para a Amazônia tem que passar pelo reconhecimento da importância ambiental deste bioma para o Planeta Terra e para as Mudanças Climáticas, mas também pelo reconhecimento das populações indígenas e comunidades tradicionais, dos agricultores e operários, dos comerciantes e empresários que vivem e trabalham dia após dia neste território. “Temos que colocar o homem integrado ao meio ambiente, como agente da proteção das florestas e a recuperação ambiental”, salientou Gurgacz.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Marques 09/11/2021

    ...Sabendo que isso não vai dar em nada! Quer saber eu só queria era as diárias gordas que tá rolando! .

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook