Síndrome de Apert: Conheça mais sobre esta anomalia craniofac

A Síndrome de Apert é uma anomalia craniofacial relativamente rara que precisa de intervenções cirúrgicas e acompanhamento continuado. Saiba mais sobre a síndrome e tratamentos, acesse.

Redação
Publicada em 24 de março de 2021 às 13:40
Síndrome de Apert: Conheça mais sobre esta anomalia craniofac

A Síndrome de Apert é uma anomalia relativamente rara de cranioestenose que afeta um entre 65 e 160 nascidos vivos. A síndrome é causada por mutações genéticas que provocam deformidades craniofaciais e malformações nas mãos e pés.

Características da Síndrome de Apert

O aspecto facial do portador de Síndrome de Apert é muito parecido com os pacientes com Síndrome de Crouzon. Os olhos são afastados (Hipertelorismo) e apresentam o aspecto de estarem saltados, em virtude da órbita ocular ser mais rasa e a face ser retraída. Além disso, a criança com essa anomalia craniofacial pode apresentar maxila posterior em relação à mandíbula. Em alguns casos também há a presença de fenda palatina.

Uma das características mais marcantes da síndrome de Apert é a  polissindactilia. Trata-se de uma junção da pele e das pontas dos dedos das mãos e dos pés.

Há vários graus de comprometimento da polissindactilia, A separação das mãos e dos pés pode ser realizada por meio de cirurgias nos anos iniciais da criança.

Em resumo, as complicações da Síndrome de Apert são:
 

●     Acometimento mental;

●     Aumento da pressão intracraniana;

●     Perda da visão e audição;

●     Inflamação do ouvido;

●     Problemas cardiorrespiratórios;

●     Complicações renais.


 Tratamentos

Em relação à cranioestenose, a criança com a doença de Apert deve receber tratamento do neurocirurgião ou cirurgião craniofacial. Durante o procedimento, é feita  a expansão do crânio, permitindo que o cérebro possa se desenvolver sem que haja elevação da pressão intracraniana.

Posteriormente, com o aparecimento da dentição definitiva, é possível realizar o avanço do terço médio facial, isto é,  esta abordagem é cirurgia que utiliza aparelhos que devem melhorar a respiração e promover o alinhamento da maxila com a mandíbula.

É importante lembrar que o prognóstico da Síndrome Apert envolve correções cirúrgicas e estéticas,  que visam a busca pela qualidade de vida e a melhor aceitação do paciente. Sabendo da importância do ajuste social é imprescindível que estes pacientes realizem terapia ocupacional e atividades físicas, com o intuito de obter ganhos não só nos aspectos emocionais, mas também físicos.

Sem dúvidas, as particularidades de cada paciente influenciam na evolução do tratamento.  No entanto, é imprescindível que a família esteja atenta às terapias e acompanhamentos posteriores aos procedimentos cirúrgicos. Procure por uma equipe médica de referência.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook