ACIMA DA LEI - ENERGISA desrespeita Lei Estadual nº 1783 e corta energia de idosos aos sábados

Além do corte da energia, os funcionários da ENERGISA retiraram o relógio do padrão e levaram os fios, deixando um casal de idosos no escuro

Comando 190
Publicada em 01 de julho de 2019 às 12:10
ACIMA DA LEI - ENERGISA desrespeita Lei Estadual nº 1783 e corta energia de idosos aos sábados

Ji-Paraná, Rondônia - A suspensão do fornecimento somente por falta de pagamento deverá ser realizada, segundo a ANEEL, somente em dias úteis da semana, de 08h às 18h – Art. 172, § 5º -e durante o horário comercial. No entanto, quanto a suspensão do serviço de energia na sexta-feira, existe uma certa polêmica a respeito do corte, o que acaba obrigando o consumidor a ficar no escuro nos fins de semana.

Existem Leis Estaduais, em vários estados brasileiros,  que proíbem o corte nos finais de semana e em horários em que se torna impossível o pagamento da conta e a pronta religação dos serviços.

No Estado de Rondônia, no ano de 2007, o Deputado Estadual Euclides Maciel apresentou o projeto que criou a Lei ordinária nº 1783, de 26 de setembro de 2007, que protege os consumidores da Centrais Elétricas de Rondônia e Caerd estão do corte de água e luz em dias e horários em que se torna impossível o pagamento da conta e a pronta religação dos serviços.

A Assembléia Legislativa aprovou a lei na época porque entendeu que esses serviços são essenciais e sua interrupção por um período longo causa inúmeros transtornos à população.

Durante a elaboração da Lei, o Deputado Euclides Maciel justificou que em várias situações o corte ocorria numa sexta- feira ou véspera de feriado, no final da tarde, quando as agências bancárias já estavam fechadas, ou mesmo em finais de semana, penalizando as famílias com dias sem água e luz diante da impossibilidade de fazer os pagamentos nos bancos.

ACIMA DA LEI

Em Ji-Paraná, município com mais de 120 mil habitantes e a segunda maior cidade do Estado, a ENERGISA passa por cima da Lei 1783 e realiza cortes nos sábados e até às 18 horas de sextas-feiras.

No último sábado, dia 29, um casal de idosos teve a desagradável surpresa ao chegar em casa à noite e encontrar o imóvel  totalmente no escuro. “Meu irmão sofreu um acidente há mais de 20 dias e permaneceu em coma em um hospital de Porto Velho. No final da tarde de ontem, ele não resistiu e faleceu. Desde então, meus pais estavam em Porto Velho e após o velório, que aconteceu durante todo o dia de hoje, voltaram para casa, onde pretendiam descansar. Mas ao chegar, se depararam com a casa no escuro. Minha mãe está em choque e meu pai passou muito mal”, relatou,  indignando,  um dos filhos do casal de aposentados.

"Meus pais sempre pagaram as contas em dias, mas devido ao acidente do meu irmão, algumas contas foram esquecidas. Estamos revoltados", desabafou o filho mais velho do casal.

Além do corte da energia, os funcionários da ENERGISA retiraram o relógio do padrão e levaram u os fios que ligam o imóvel  ao poste.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Eduis 02/07/2019

    Se a privatização for por esse caminho NÓS brasileiros estaremos mal. Esse valor de energia é em desequilíbrio com o poder aquisitivo dos Rondonienses.

  • 2
    image
    Izac Belarmino da Silva 01/07/2019

    Essa maldita empresa, tá cagando e andando para os deputados estaduais, ela disse pra que veio, oprime e hostiliza o povo de Rondônia. Cadê a redução na tarifa, as usinas hidrelétricas foram construídas com o imposto pago pelo povão, agora depois de tudo pronto e devido a má gestão do poder público, esses famigerados, e mercenário s oprimem o povo, tratando como se todos fossem bandidos, povo esse que construiu o setor energético do estado.

  • 3
    image
    marcos britto 01/07/2019

    O certo é que é ação ganha,procurem um Advogado e entrem na justiça, uma grande falta de respeito!

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook