Coren Rondônia repudia demissão em massa de profissionais emergenciais do Estado

O Coren Rondônia, prezando pela qualidade da assistência e o cumprimento da legislação da Enfermagem, irá fiscalizar as unidades de saúde estaduais e entrar com representação junto ao Ministério Público

Assessoria
Publicada em 15 de setembro de 2021 às 14:55
Coren Rondônia repudia demissão em massa de profissionais emergenciais do Estado

Os profissionais da Enfermagem estadual foram surpreendidos no final da tarde desta terça-feira (14) com a publicação de uma listagem com os nomes para demissão em massa de todos os enfermeiros e técnicos emergenciais contratados durante a pandemia.

Considerando o subdimensionamento de profissionais nas unidades hospitalares de Rondônia e o déficit que já existia antes do período pandêmico, o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-RO) avalia como absurda a decisão do governo estadual.

Com a demissão dos profissionais, escalas e setores sofrerão baixa expressiva e a assistência ficará alarmantemente comprometida, além de gerar maior sobrecarga aos servidores efetivos da Enfermagem do Estado, já exauridos pelos excessos de plantões e perdas salariais e emocionais.

O Coren Rondônia, prezando pela qualidade da assistência e o cumprimento da legislação da Enfermagem, irá fiscalizar as unidades de saúde estaduais e entrar com representação junto ao Ministério Público para evitar o iminente colapso que deverá se instalar no atendimento à saúde rondoniense.      

 

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook