Cresce número de faltosos em consultas no serviço especializado do Município

De cada 20 pacientes que agendam consultas, apenas cinco comparecem para atendimento

Semusa Foto: Saul Ribeiro
Publicada em 18 de outubro de 2021 às 10:46
Cresce número de faltosos em consultas no serviço especializado do Município

Quem não pode comparecer precisa cancelar e reagendar a consulta

Os atendimentos médicos especializados oferecidos pela Prefeitura de Porto Velho têm registrado grande número de ausências dos usuários nos últimos meses. São casos de pessoas que agendam, não comparecem e nem justificam as faltas. Em casos assim, é necessário fazer o cancelamento e reagendar para outra ocasião. Desta forma, pessoas que precisam do mesmo tratamento poderão ser beneficiadas.

“De cerca de 20 pacientes agendados para um dia, apenas cinco comparecem à consulta. Os usuários não justificam a ausência e ficamos com profissionais ociosos nas unidades de saúde”, informa Kaio Henrique, diretor do Departamento de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). Ele lamenta que por falta de comunicação o tempo não seja ocupado por outro paciente.

REGULAÇÃO

A regulação tem como objetivo tornar o acesso da população aos serviços de saúde mais justo, equitativo e adequado. “O paciente vai até à unidade básica de saúde mais próxima de sua casa e passa por uma avaliação médica. A partir disso é preenchido um encaminhamento, que entra no nosso sistema”, detalha Kaio.

O encaminhamento será novamente avaliado, classificado e selecionado por médicos responsáveis pelos atendimentos especializados. Só a partir desse processo que ocorre o agendamento da consulta.

SERVIÇOS

Município oferece diversas especialidades Município oferece diversas especialidades

O município oferece diversos serviços especializados à população e o Centro Especializado em Reabilitação concentra parte destes serviços. Nele estão disponíveis atendimentos nas áreas de fisioterapia, terapia ocupacional, e fonoaudiologia.

No Centro de Referência da Saúde da Mulher, localizado na Rua Antônio Lourenço Pereira Lima (antiga Venezuela), nº 2356, Embratel, são feitos atendimentos na área de ginecologia em geral, mastologia, planejamento familiar e ultrassom transvaginal. Há, ainda, o Centro Integrado Materno Infantil, que realiza serviços de pré-natal, além do Centro de Especialidades Médicas, que funciona com atendimentos como dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, nefrologia, urologia, ortopedia, oftalmologia, ultrassom, raio x e mamografia.

“O usuário precisa passar pela Unidade Básica de Saúde antes, e de preferência a mais próxima da sua residência, pois é nesse momento que colhemos o máximo de informações para que o atendimento especializado seja mais agilizado”, ressalta Kaio.

REAGENDAMENTO

O paciente agendado pela regulação e que não pode comparecer na data marcada para o atendimento deve avisar, indo até à unidade básica de saúde para cancelar ou reagendar.

Se não conseguir avisar, também deve procurar a unidade de saúde para justificar a falta. “De qualquer forma, é necessário que o paciente avise o motivo, seja antes ou depois do dia da consulta, pois precisamos ter controle sobre a alta demanda que recebemos diariamente, e assim disponibilizar a vaga para outro usuário”, finaliza o diretor de regulação.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

O DIA NA HISTÓRIA - 18 DE OUTUBRO!

O DIA NA HISTÓRIA - 18 DE OUTUBRO!

1881 – O jornal “Madeirense”, de Manicoré, AM, registra o primeiro advogado atendendo na região do Rio Madeira, até a cachoeira de Santo Antônio, 7KM acima do depois seria Porto Velho, o dr. Isaac Weyne de Barros Castro