Deputado Anderson alertou sobre a falta de segurança e as péssimas condições do presídio que registrou fuga em massa nesta terça

O deputado alertou quanto às falhas na estrutura, que prejudica e dificulta o trabalho dos servidores, policiais penais que atuam com a custódia dos presos

Assessoria/Parlamentar
Publicada em 17 de agosto de 2021 às 17:01
Deputado Anderson alertou sobre a falta de segurança e as péssimas condições do presídio que registrou fuga em massa nesta terça

A fuga de 14 detentos do presídio CRA, localizado na Linha C-75 da BR-364 na área rural de Ariquemes, interior de Rondônia, ilustrou o cenário alertado pelo deputado estadual Anderson Pereira (PROS), que discutiu enquanto presidente da Comissão de Segurança Pública, sobre as péssimas condições que se encontra o presídio do município, atualmente com as mínimas condições de uso, pessoal e de estrutura física.

O deputado alertou quanto às falhas na estrutura, que prejudica e dificulta o trabalho dos servidores, policiais penais que atuam com a custódia dos presos. O deputado deixou claro, que a unidade ficou muito tempo parada, fechada e teve a obra concluída às pressas, sem observar as normas estruturais de segurança.

“Esse assunto, infelizmente, virou piada. São inúmeras fugas, superlotação, estrutura frágil e a população assustada. Ariquemes não suporta mais a maneira como está o presídio. Precisamos de uma solução de imediato, para dar mais condições de trabalho e mais tranquilidade à população", disse Anderson Pereira.

Na manhã desta terça-feira (17), minutos após ter ciência da fuga, o parlamentar, como presidente da Comissão de Constituição e Justiça – CCJ, sugeriu a convocação do secretário de Justiça, Marcus Rito, para dar explicações sobre a inércia quanto ao caso em questão.

“Anderson teceu duras críticas ao secretário da pasta que até o momento não mostrou para que veio. “São muitos erros, pouca ação, são presídios sucateados, profissionais esquecidos, uma administração totalmente atrapalhada que não mostrou nenhuma preocupação com o policial penal e com o sistema prisional”, pontuou.

Após o término da CCJ, os deputados, em reunião extraordinária da Comissão de Segurança Pública, aprovaram o convite de Marcus Rito, para comparecer no próximo dia 24/08 às 08:30 hs, na comissão para prestar esclarecimentos.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook