Ex-governador de Rondônia morre em Cuiabá, aos 82 anos, e será sepultado no interior de São Paulo 

De acordo com a vontade expressa dele, uma bandeira de Rondônia será usada para cobrir o caixão. “Ele amava Vilhena e Rondônia”, disse a viúva, Elisabete Ansilieiro.

Tudorondonia/Folha do Sul
Publicada em 04 de julho de 2017 às 01:13
Ex-governador de Rondônia morre em Cuiabá, aos 82 anos, e será sepultado no interior de São Paulo 

Amigos da família confirmaram, na noite desta segunda-feira, 3,  a morte  do ex-governador de Rondônia, Ângelo Angelin, de 82 anos, que estava internado desde o dia 18 de junho no hospital Santa Rosa, em Cuiabá (MT). Pela manhã,  o falecimento  chegou a ser anunciado, mas a esposa do  político desmentiu a informação, embora confirmasse que seu estado de saúde era gravíssimo. .

Vítima de uma diverticulite, a mesma enfermidade que acabou levando à morte um  peemedebista histórico (o presidente eleito Tancredo Neves), Angelin não resistiu à  uma infecção que agravou seu quadro após a cirurgia no hospital cuiabano.  Ele estava inconsciente e respirando com a ajuda de aparelhos desde a realização do procedimento. Seu falecimento aconteceu às 18:10h desta segunda-feira, 03.

Professor e político, Ângelo Angelim  exerceu  vários cargos públicos no estado de Rondônia, a exemplo de governador, na década de 1980. Foi também secretário de Educação de Vilhena e deputado estadual, em 1982; relator da Comissão que elaborou a Constituição de Rondônia e presidente da Assembléia Legislativa. Exerceu o cargo de vice-presidente do diretório do PMDB.

Discreto e conciliador, ele foi  o segundo governador do Estado de Rondônia, nomeado pelo Presidente José Sarney em 1985, e governou até 1987, no chamado "Governo tampão" , instalado entre a saída do coronel Jorge Teixeira e a eleição de Jerônimo Santana (PMDB), também já falecido. Angelin  Iniciou sua vida pública como Secretário Municipal  de Educação de Vilhena, município no qual sempre residiu. Foi também Administrador de Colorado do Oeste, quando ainda era Distrito de Vilhena. Foi eleito Deputado Estadual em 1982

A família anunciou que o ex-governador será sepultado em sua cidade natal, Capivari, no interior de São Paulo. De acordo com a vontade expressa dele, uma bandeira de Rondônia será usada para cobrir o caixão. “Ele amava Vilhena e Rondônia”, disse a viúva, Elisabete Ansilieiro.

Nota de pesar do deputado estadual Cleiton Roque pelo falecimento do ex-governador de Rondônia, Ângelo Angelin

O deputado estadual Cleiton Roque (PSB), lamenta profundamente o falecimento do ex-governador de Rondônia, Ângelo Angelin, de 82 anos, ocorrido nesta segunda-feira (03).

O ex-chefe do executivo estadual dedicou seus esforços às causas sociais e de interesse coletivo e deixa seu exemplo de homem público com boa conduta.

“Estendo a toda família de Ângelo Angelin os sinceros votos de pesar. Que Deus os conforte”.

O corpo do ex-governador será sepultado em sua cidade natal, Capivari, no interior de São Paulo e uma bandeira de Rondônia cobrirá o caixão.

NOTA DE PESAR

Prefeita Rosani Donadon decreta três dias de luto pela morte de ex-governador

Em nome do município de Vilhena, manifestamos nosso profundo pesar e decretamos três dias de luto pelo falecimento do vilhenense Ângelo Angelin, ocorrido na tarde desta segunda-feira, 3, num hospital de Cuiabá (MT).

Angelin foi um dos inúmeros pioneiros que chegaram para ajudar na construção de uma Rondônia melhor. Foi secretário municipal de Educação de Vilhena, em 1977; acumulou o cargo com o de administrador do então distrito de Colorado do Oeste; em 1982 foi eleito deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa; foi nomeado governador de Rondônia em 1985.

Professor de profissão, Angelin teve suas ações reconhecidas em ato oficial na Assembleia Legislativa de Rondônia, quando recebeu o Título Honorífico de Honra ao Mérito.

Neste momento de tristeza, nós, vilhenenses, nos unimos aos familiares e amigos, externando votos de solidariedade, rogando a Deus o conforto necessário para superar este momento de profunda dor pela perda tão significativa para Vilhena e o Estado de Rondônia.

 

ROSANI DONADON

Prefeita de Vilhena

NOTA DE PESAR

Recebi com muito pesar a notícia da morte do ex-governador de Rondônia, Ângelo Angelin, ocorrido na última segunda-feira, 3. Professor, político, Angelin era um homem de espírito conciliador e que sempre atuou na defesa do Estado de Rondônia. Sem dúvida é um nome que fará falta a todos nós.  Nesse momento de tristeza, envio meus votos de solidariedade à família e peço que Deus os conforte.

Senador Ivo Cassol ​

 

NOTA DE PESAR

Governo de Rondônia decreta Luto Oficial de três dias pela morte do ex-governador Ângelo Angelin

O governador Confúcio Moura decretou nesta terça-feira (4) luto oficial por três dias em sinal de pesar pela morte do ex-governador Ângelo Angelin (PMDB), ocorrido às 18h30 de ontem, no Hospital Santa Rosa em Cuiabá, onde estava internado.

O ex-governador Ângelo Angelin foi deputado estadual constituinte e o último governador nomeado do Estado de Rondônia, no processo de transição do Governo Militar para Governo Civil, e notabilizou-se pelo caráter municipalista que imprimiu em sua gestão de 13 de maio de 1985 a 15 de março de 1987, apoiando os governos municipais em suas principais demandas.

O governador Confúcio Moura enalteceu a figura do ex-governador, destacando sua capacidade de articular com harmonia ambiente político de então, movimentado por interesses muito heterogêneos, escassez de recursos, greve do funcionalismo e um processo migratório crescente que gerava demandas intermináveis por serviços e obras.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook