Folha publica mensagens de ex-senador de RO orientando sobre garimpos ilegais

As mensagens foram gravadas entre 19  de setembro e 6 de outubro e divulgadas no grupo que reúne garimpeiros de todo o Brasil

TUDORONDONIA
Publicada em 08 de outubro de 2019 às 10:49
Folha publica mensagens de ex-senador de RO orientando sobre garimpos ilegais

O site Folha.com, do jornal Folha de São Paulo, publicou,  nesta terça-feira, reportagem na qual transcreve mensagens do ex-senador Ernandes Amorim num grupo de WhatsApp denominado  “Garimpo a luta continua” em que o político rondoniense orienta colegas que exercem a atividade garimpeira a suspenderem temporariamente o serviço para evitar a queima de máquinas e equipamentos pela fiscalização do IBAMA.

A Folha teve acesso a 42 arquivos de áudios, totalizando quase duas horas de gravação, em que Amorim orienta uma pausa nos garimpos enquanto perdurasse a intensificação da fiscalização ambiental contra as queimadas na Amazônia.

As mensagens foram gravadas por Amorim entre 19  de setembro e 6 de outubro e divulgadas no grupo que reúne garimpeiros de todo o Brasil.

De acordo com a Folha de São Paulo, o alerta de Amorim se refere ao contexto da fiscalização do Governo Federal em setembro em resposta à crise das queimadas na Amazônia.

Na mesma reportagem a Folha destaca que Amorim teve passagem na vida política marcada por escândalos de corrupção, prisões e até mesmo agressões físicas contra um radialista. Lembra ainda que Amorim teve o mandato de senador cassado  e ainda foi citado como suspeito de envolvimento com o tráfico – suspeita  nunca comprovada.

Além de exercer a atividade garimpeira, Amorim é pecuarista e foi deputado estadual, deputado federal, senador, prefeito de Ariquemes e candidato derrotado ao Governo de Rondônia. 

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Carlos Santos 08/10/2019

    Garimpeiros lascados possuem maquinário de 1 milhão de reais? É claro que o ex-senador queria apenas preservar o patrimônio do dono do garimpo, os garimpeiros continuarão pobres e lascados, bem como os índios e toda a floresta. Quem são os donos? Ruralistas, ex-senadores, políticos, empresários e etc.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook