Laerte Gomes diz que concursos representaram uma aula de civismo e cidadania

Para ele as comemorações dos 36 anos da Primeira Constituição Estadual ficarão como marco histórico da Assembleia

Juliana Martins-ALE/RO Fotos: José Hilde-Decom-ALE/RO
Publicada em 15 de novembro de 2019 às 13:42
Laerte Gomes diz que concursos representaram uma aula de civismo e cidadania

Ao encerrar as atividades relacionadas aos 36 anos de promulgação da primeira Constituição Estadual, durante Sessão Solene realizada na manhã desta quinta-feira (14), o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), destacou que, a entrega das premiações aos ganhadores dos concursos de Redação e da Bandeira Oficial, foi o coroamento de um trabalho cívico, de resgate histórico, e que encheu de orgulho todos integrantes da Casa Legislativa de Rondônia. 

De acordo com o presidente, as comemorações contaram com um elenco de atividades, “que certamente, contribuiu muito, para o resgate da imagem da Assembleia Legislativa enquanto instituição, e também propiciou de certa forma, a desmistificação da ação política, um tanto desgastada perante a opinião pública”, frisou Laerte Gomes. 

Ao se referir especificamente com relação aos dois concursos, o parlamentar destacou o de Redação, que no seu entendimento, foi uma verdadeira aula de civismo e cidadania. 

“Alunos de todos os rincões desse Estado participaram ativamente, e se envolveram em pesquisas. Esse envolvimento também serve como uma demonstração de patriotismo e de amor por esta terra. Fiquei muito feliz de constatar a presença de alunos que diversos municípios e que, certamente, deixam suas contribuições para com esta Casa”, complementou o presidente. 

Para Laerte Gomes, os corações dos servidores, principalmente daqueles que atualmente já se encontram aposentados, também se encontravam emocionados, felizes, por tudo que aconteceu ao longo desse período de 36 anos de funcionamento. 

O presidente fez questão de ressaltar o apoio daqueles que vieram antes, dos deputados constituintes de 1983 e de 1989. Para Laerte Gomes, é necessário registrar o reconhecimento a todos os ex-parlamentares, que certamente deram suas contribuições, e são merecedores do reconhecimento e da gratidão de todos. 

Ainda de acordo com o presidente, o encerramento das comemorações teve caráter cívico por despertar e fazer um chamamento à comunidade estudantil, a se interessar por temas ainda não bem difundidos em ambientes escolares, como o controle social dos atos governamentais, ética e cidadania. 

“Dentro deste pensamento, é que instituímos, pela primeira vez, um concurso de redação, motivados a promover uma reflexão e garantir o debate desses assuntos nos ambientes educacionais”, disse o presidente. 

Laerte Gomes também falou sobre a imagem do Poder Legislativo e da classe política diante do contexto atual. Segundo ele, é necessário fortalecer essa imagem principalmente com o público jovem. 

“Era preciso também, promover o resgate da importância histórica, social e política da primeira Constituição Estadual, para o fortalecimento da cidadania dos nossos jovens, matriculados nos ensinos, Fundamental e Médio da rede privada e pública de ensino”, complementou. 

O parlamentar afirmou, ainda, que, “todos aqueles que participaram dos concursos, entram para a história, e com registro nos anais desta Casa Legislativa. Todos os trabalhos ficarão arquivados, como registro histórico deste parlamento”, citou Laerte. 

Ao falar sobre o Concurso da Bandeira, o presidente disse ter sido um ato que emocionou a todos, pois a Assembleia Legislativa, enquanto instituição passará a ter seu símbolo representativo. 

“O Concurso da Bandeira visou promover um símbolo representativo soberano, de representação da coletividade do Poder Legislativo Estadual, fortalecendo a imagem e a identidade desta Casa Legislativa”, disse. 

O discurso do presidente foi encerrado com uma frase do escritor David Foster: “Nós não precisamos de magia para mudar o mundo, já carregamos todo o poder que precisamos dentro de nós mesmos. Temos o poder da imaginação”.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook