OAB/RO promove curso “Execução Trabalhista” no dia 26 de junho

“Toda a Seccional está trabalhando para manter o advogado atualizado sobre sua área de atuação e esta é uma oportunidade para os advogados trabalhistas”.

Ascom OAB/RO
Publicada em 11 de junho de 2019 às 09:31

A Seccional Rondônia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RO) promove no dia 26 de junho, às 19h, no auditório da entidade, o curso “Execução Trabalhista”, ministrado pelo juiz do trabalho Vítor Leandro Yamada. As inscrições podem ser feitas pelo site da Escola Superior da Advocacia de Rondônia (ESA/RO). Os valores são de R$ 30,00 para acadêmicos; R$ 50,00 para jovem advocacia; e R$ 80,00 para advocacia.

O presidente da OAB/RO, Elton Assis, afirma que a Seccional visa a qualificação e aperfeiçoamento profissional de todos os advogados rondonienses. “Toda a Seccional está trabalhando para manter o advogado atualizado sobre sua área de atuação e esta é uma oportunidade para os advogados trabalhistas”.

O presidente da Comissão de Acolhimento à Jovem Advocacia (Caja), Michel Mesquita, conta que sempre que é realizado o acolhimento aos novos profissionais é perguntado sobre quais cursos de aperfeiçoamento eles gostariam e o mais aclamado é o de execução trabalhista. “Devido à reforma trabalhista muitos advogados ainda tem dificuldades em entender toda a complexidade da execução”.

A presidente da Comissão da Jovem Advocacia (OAB Jovem), Larissa Rodrigues, convida a todos para participarem do curso e ressalta que serão discutidos temas de muito interesse para a classe. “Nosso objetivo é levar mais conhecimento aos nossos colegas, visando o fortalecimento da advocacia rondoniense”, diz.

A OAB/RO fica localizada na Rua Paulo Leal, 1300, Nossa Senhora das Graças.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

Nota pública
OAB

Nota pública

A independência e imparcialidade do Poder Judiciário sempre foram valores defendidos e perseguidos por esta instituição, que, de igual modo, zela pela liberdade de imprensa e sua prerrogativa Constitucional de sigilo da fonte, tudo como forma de garantir a solidez dos pilares democráticos da República.