Prédios do Judiciário passam por sanitização

As medidas fazem parte do conjunto de ações que o TJRO tem tomado para combater o contágio dentre os que estão frequentando as unidades, que estão fechadas para os cidadãos

Assessoria de comunicação Institucional
Publicada em 19 de janeiro de 2022 às 13:23
Prédios do Judiciário passam por sanitização

Dentre as medidas sanitárias adotadas pelo Poder Judiciário, com a publicação de novo Ato Conjunto, retrocedendo da etapa 3 para a 2, Plano de Retomada dos atendimentos presenciais, está o reforço na higienização dos prédios. Apesar de grande parte dos servidores(as) e magistrados(as) terem adotado o regime em home office, sanitização das unidades com produtos desinfetantes está sendo realizada em razão do aumento de casos de covid-19 e também da influenza.

As medidas fazem parte do conjunto de ações que o TJRO tem tomado para combater o contágio dentre os que estão frequentando as unidades, que estão fechadas para os cidadãos. O atendimento está ocorrendo, preferencialmente, por meios tecnológicos, ou seja, balcão virtual, sala digital e Google Meet. 

Na capital, o edifício-sede, o CAL – Centro de Apoio Logístico e o anexo do TJRO receberam a visita de equipe, devidamente protegida, para aplicação de higienizadores potentes e com eficácia comprovada contra o vírus. A confirmação de casos registrados nessas unidades reforçaram os cuidados, para que não ocorram mais infecções.

Pessoas com suspeita ou infectadas com covid são automaticamente afastadas do trabalho, até que se comprove, por meio de testagem, que não estão mais com a doença. O prazo de afastamento é de 14 dias.

Desde o início da pandemia da covid-19, em março de 2020, o TJRO mantém um Gabinete de Gerenciamento de Crise composto por gestores da instituição e profissionais de saúde, que auxiliam na tomada de decisões que buscam resguardar a vida de servidores(as), magistrados(as), estagiários(as) e do público externo que precisa se dirigir até a uma unidade do Poder Judiciário. Uso de máscaras, álcool em gel e aferição de temperatura nos prédios permanecem obrigatórios. O mesmo cuidado se aplica à higienização das unidades.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook