Suspeito de matar servidora municipal a facadas nega crime e desafia a polícia: 'vocês vão ter que provar'

Acusado admitiu ter cometido assassinato em Colorado quando era menor de idade

Folha do Sul
Publicada em 22 de julho de 2021 às 16:46
Suspeito de matar servidora municipal a facadas nega crime e desafia a polícia: 'vocês vão ter que provar'

Em depoimento à polícia, horas após ser preso como principal suspeito de matar a facadas a servidora municipal Natalina Menezes Amaral (FOTO), de 46 anos, o homem identificado pelas iniciais E.R.S., de 34, continuou negando o crime. O feminicídio aconteceu na noite de ontem, no Setor 19, em Vilhena (LEMBRE AQUI).
 
A vítima era lotada na Escola Municipal Aparecida da Silva e concursada da prefeitura de Vilhena desde 1998. Ela e seu assassino, que é filho de outra servidora da rede estadual de ensino,  mantinham um relacionamento amoroso.
 
Ao ser interrogado, o suspeito admitiu ter cometido outro assassinato em Colorado do Oeste, quando ainda era menor de idade. Ao negar participação na morte registrada ontem. E. teria dito à polícia: “vocês é que vão ter que provar”.
 
ROUPAS NA FOSSA

Com a suspeita de que o acusado poderia ter tentado se livrar de roupas usadas no crime e que conteriam sangue da vítima, a Polícia Civil recolheu o material que havia sido jogado dentro de uma fossa.
 
As primeiras análises indicam que as roupas eram femininas e não havia vestígios de sangue nelas. Mas, exames mais detalhados podem trazer novas revelações.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook