USO DA TECNOLOGIA DE RECONHECIMENTO FACIAL PELO GOVERNO DO ESTADO, MOSTRA BONS RESULTADOS NA FASE EXPERIMENTAL

Para o Governador do Estado, coronel Marcos Rocha, Rondônia está se destacando com uma segurança pública cada vez mais tecnologia

Polícia Militar de Rondônia
Publicada em 12 de fevereiro de 2024 às 09:17
USO DA TECNOLOGIA DE RECONHECIMENTO FACIAL PELO GOVERNO DO ESTADO, MOSTRA BONS RESULTADOS NA FASE EXPERIMENTAL

No dia 10 de fevereiro, a segurança pública de Rondônia usufruiu de uma tecnologia inovadora na Banda do Vai Quem Quer. Pela primeira vez na história do Estado, uma Operação Policial utilizou da tecnologia de reconhecimento facial, ferramenta já utilizada por instituições de segurança pública em grandes centros urbanos, como no Estado da Bahia, principalmente em eventos com grande aglomeração de pessoas, como o Carnaval de rua. Com a tecnologia facial, um  foragido da Justiça foi identificado e preso. Outros dois com mandados de prisão em aberto foram recapturados.

Na Banda do Vai Quem Quer, o planejamento de segurança idealizado pelo Governo de Rondônia e executado pela Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania – Sesdec, por meio das forças de segurança, Polícia Militar, Civil, Politec  e a Secretaria de Justiça,  foi recheada de tecnologias empregadas para o monitoramento em tempo real de todo o percurso do bloco nas vias públicas da região central, onde reuniu milhares de pessoas.

E a tecnologia de reconhecimento facial foi um destaque, sendo mais um fator para facilitar o serviço das equipes policiais empregadas na segurança dos foliões, direcionando-as para abordagens pontuais. Foram 11 câmeras de reconhecimento espalhadas por todo o circuito Centro, onde a Banda do Vai Quem Quer passou.

Para o Governador do Estado, coronel Marcos Rocha, Rondônia está se destacando com uma segurança pública cada vez mais tecnologia: “Cada vez mais estamos colocando o Estado de Rondônia como referência regional em tecnologia aplicada na segurança pública, utilizando de ferramentas já consagradas nos Estados de maiores índices populacionais do País” disse o Governador. 

O  Secretário da Sesdec,  Felipe Vital, disse que o emprego do reconhecimento facial na Banda do Vai Quem Quer foi um sucesso: “não há um melhor cenário para termos experimentado essa nova tecnologia em nosso Estado. Temos em mãos uma ferramenta de primeiro mundo que facilitou na identificação de foragidos da justiça. Conseguimos direcionar as abordagens policiais com o emprego da tecnologia no Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, com a adoção de uma comunicação segura” Disse o Secretário.

Já para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel PM Regis Braguin, a tecnologia de reconhecimento facial é de suma importância para as operações policiais, considerando a precisão na busca e identificação de foragidos da justiça.

 

Jornalista Lenilson Guedes

Imagens: Polícia Militar e Sesdec

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook