Ação da Doutores da Amazônia realizada em Rondônia é destaque em programa de TV na Europa

Ficamos muito felizes em uma organização brasileira, nascida no estado de Rondônia ser levada para toda Europa, sendo apresentadas em datas importante, principalmente no momento que estamos vivendo

Assessoria
Publicada em 20 de janeiro de 2021 às 11:43
Ação da Doutores da Amazônia realizada em Rondônia é destaque em programa de TV na Europa

A ação desenvolvida pela Doutores da Amazônia em Rondônia foi tema de duas matérias especiais exibidas no canal TF1, emissora de maior audiência na TV da França. A atuação da ONG foi exibida em dois episódios de cinco minutos no final de 2020. As reportagens especiais mostra força-tarefa realizada no mês de outubro no enfrentamento à Covid-19 na região do Rio Guaporé e Mamoré com a Unidade de Saúde Social Fluvial Walter Bartolo.

"Ficamos muito felizes em uma organização brasileira, nascida no estado de Rondônia ser levada para toda Europa, sendo apresentadas em datas importante, principalmente no momento que estamos vivendo. Sendo um grande exemplo", ressaltou o presidente da ONG, Caio Machado.

Os dois episódios mostram a jornada da Doutores da Amazônia e a dificuldade de um grupo de médicos voluntários adentrando em aldeias de difícil acesso e com mais de 50% de indígenas com a contaminação do vírus. Na ação, além dos atendimentos foram levados milhares de doações e medicamentos.

A iniciativa da Doutores da Amazônia levou 11 médicos especialistas, sendo 10 mulheres e um homem, e contou com apoio da Secretaria do Secretaria de Estado da Saúde com o barco Hospital, Fundação Nacional do Índio (Funai) e  Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Porto Velho, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

"Esperemos que nossas jornadas sirvam como inspiração para fazer um mundo mais justo, com menos desigualdade, levando esperança para regiões antes muito distantes", completou Caio.

Ação em outubro

Profissionais da saúde, que fazem parte do grupo Doutores da Amazônia, levaram atendimento médico a indígenas e ribeirinhos do Vale do Guaporé, nas aldeias Barranquilla, Deolinda, Sotério, Ricardo Franco e comunidade ribeirinha de Surpresa.

Foram mais de mil atendimentos e 4 mil procedimentos médicos e biomédicos nos 11 dias de trabalho. Entre os serviços levados as aldeias isoladas, além de enfrentamento da Covid-19, foram realizados exames para HIV, hepatite A e B, sífilis e diabete. Também foram realizados atendimentos ginecológicos com ultrassom, consulta oftalmológicos e a entrega dos óculos de grau, além de clínico geral, pediatria, e médicos radiologista.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook