CEF começa a pagar precatório de Técnicos Educacionais do estado

O precatório totaliza aproximadamente R$ 33 milhões e beneficia mais e 5.100 servidores.

Assessoria de Imprensa-Sintero
Publicada em 28 de março de 2017 às 19:19
CEF começa a pagar precatório de Técnicos Educacionais do estado

A permanente mobilização dos servidores garantiu mais esta conquista dos trabalhadores em educação do Estado de Rondônia 

Porto Velho, Rondônia - A Caixa Econômica Federal iniciou hoje, 28/03, o pagamento do precatório referente à ação do salário mínimo dos Técnicos Educacionais do estado, movida pelo Sintero.

A liberação do dinheiro, no entanto, só começou após o protesto dos trabalhadores em educação na agência da CEF na avenida Nações Unidas, em Porto Velho.

Durante o protesto o gerente foi até o local conversar com os servidores. Ele explicou que a demora se deu em função dos trâmites bancários. O gerente disse que dos mais de 5.100 servidores com direito a receber o precatório, o Tribunal de Justiça enviou uma lista com 1.875 nomes. São os servidores que fizeram o recadastramento e informaram os dados bancários.

Desse total, aproximadamente 60 informaram número de conta da própria Caixa Econômica e tiveram o dinheiro depositado na mesma hora.

Os demais informaram número de conta e agência de outros bancos, a maioria do Banco do Brasil.

Para esses, segundo o gerente, a remessa já foi feita e o crédito em conta corrente deve ocorrer a partir das 09 horas da manhã desta quarta-feira, dia 29/03.

O responsável pelo pagamento informou que caso os dados bancários não estejam corretos ou haja alguma divergência, o a remessa volta para a CEF. Ele já havia identificado que pelo menos 5 servidores informaram número de conta bancária de terceiros para receber a ação. São conhecidas como “contas emprestadas”. Nesses casos o pagamento não será efetuado.

Após efetuada a remessa, o banco emite um relatório informando os depósitos que foram rejeitados por divergência nos dados bancários do servidor.

Esse relatório, segundo o gerente, será informado ao Tribunal de Justiça, que deverá determinar as providências a serem tomadas para o pagamento.

O Sintero orienta os Técnicos Educacionais estaduais que estão na ação e que informaram seus dados bancários, para que verifiquem seus extratos a partir das 09 horas da manhã desta quarta-feira. Caso o pagamento não esteja na conta, deverão procurar a agência da CEF na avenida Nações Unidas, ou o Sintero.

E caso a promessa de pagamento nesta quarta-feira não seja cumprida, o Sintero deverá convocar novos protestos na agência da CEF.

Os servidores que ainda não fizeram o recadastramento para informar os dados bancários deverão procurar o Sintero o mais breve possível.

O precatório totaliza aproximadamente R$ 33 milhões e beneficia mais e 5.100 servidores. São Técnicos Educacionais do estado (ex-servidores de apoio e ex-auxiliares da educação) contratados até o ano de 1995, e que recebiam vencimento básico abaixo do salário mínimo no período de 1994 a 1998.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook