Depois de nomear 4.094 CDS, Marcos Rocha vai criar mais cargos comissionados  com salários entre  R$ 4.500,00 e R$ 8.500,00

Mensagem chegou na terça-feira, 19, à Assembleia Legislativa e vai na contramão do que prometeu o coronel na campanha eleitoral, que era a redução do número de CDS.

Tudorondonia
Publicada em 20 de fevereiro de 2019 às 13:29
Depois de nomear 4.094 CDS, Marcos Rocha vai criar mais cargos comissionados  com salários entre  R$ 4.500,00 e R$ 8.500,00

Porto Velho, Rondônia - Depois de nomear 4.094 (NÚMEROS CONTABILIZADOS NESTA QUARTA, 20) pessoas para cargos comissionados no Estado, o governador Marcos Rocha (PSL) enviou mensagem para a Assembleia Legislativa criando mais cargos de assessoramento em um órgão do Estado, desta vez na falida Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd).

A proposta de criação dos cargos surpreendeu alguns  deputados, que aguardavam justamente o contrário: a diminuição do número de CDS no âmbito estadual, como foi prometido pelo governador durante a campanha eleitoral.

Inviável economicamente, a Caerd enfrenta, há décadas, uma crise financeira insuperável. No ano passado, os funcionários de carreira amargaram atrasos salariais.

Agora, Marcos Rocha vai criar mais cargos de assessoria com salários de R$ 4.500,00; R$ 6.500,00 e R% 8.500,00, tudo sem concurso público e de livre nomeação.

Durante o Governo Confúcio, ex-chefe de Marcos Rocha, a Caerd foi usada como cabide de emprego de pessoas indicadas por políticos, situação que ameaça se repetir agora na administração do coronel. 

A matéria foi atualizada para a correção do número de cargos.


Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Que bomba e essa??? Tá igual o partido socialista 22/02/2020

    Que bomba e essa ta igual o partido socialista

  • 2
    image
    henry 22/02/2019

    Por que a matéria não mostra o ANEXO I do PL? Esse ANEXO diz o número de cargos comissionados a serem criados. Parece-me que seriam apenas 6 cargos, mas não tenho certeza. Se estes forem preenchidos por técnicos experientes e altamente capacitados, mediante análise rigorosa de curriculum, sem nenhuma indicação política, não vejo problema.

  • 3
    image
    Aloso 21/02/2019

    Se já existem servidores concursados, desnecessária a nomeação de tantos comissionados. Eleitores dele ou não, devemos exigir do nosso Governador uma explicação e uma solução para o caso (seja indo até Palácio do Governo, seja por carta, por telefone, por e-mail, por meio dos nossos parlamentares ... etc.).

  • 4
    image
    Sâmia Santos 20/02/2019

    Governador é uma coisa, ser presidente também é algo bem diferente. Neste governador, eu não tenho esse remorso de ter votado nele. Até porquê não votei. Votei em Bolsonaro e votarei, quantas vezes for preciso Não votei naquele partido sujo, veemelho e branco Não voltei em Ciro maconheiro 😎👉👉17 Presidente

  • 5
    image
    João de Deus 20/02/2019

    Semana passada desvio de recursos da seguridade para pagamento de compromissos da dívida. Hoje, reforma da previdência - só dos mortais. Por aqui, aumento do número de comissionados. É triste, mas o povo merece ter o que pediu.

  • 6
    image
    José Roberto Cardoso 20/02/2019

    Certíssimo o Governador! Caso queira permanecer na vida política, é preciso ter ao seu redor uma legião de cabos eleitorais dóceis e puxa-sacos ! Se eles possuem algum preparo técnico para a função à qual serão nomeados, isso é irrelevante. Importa prometer cargos aos bolsotários, que depois o povo se vira para pagar a conta. O Rocha não é o Boso, e vice-versa??? Votamos neles e agora não podemos gemer, ao recebermos em nossas costas asininas o fardo que nossa decisão equivocada gerou! Marcha, jumento !

  • 7
    image
    Procópio 20/02/2019

    Coronel não é CAPITÂO, eu avisei.

  • 8
    image
    Miguel Lemes dos Santos 20/02/2019

    #EuAviseiACulpanãoeMinha

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook