Deputado Anderson indica que Polícia Militar atue em casos de abusos praticados por equipes da Energisa contra o consumidor

Em todo Estado são constantes as denúncias dando conta de ações como; abuso de autoridade, grotescas e truculentas por parte de trabalhadores da Energisa

Assessoria
Publicada em 07 de novembro de 2019 às 09:02
Deputado Anderson indica que Polícia Militar atue em casos de abusos praticados por equipes da Energisa contra o consumidor

A indicação do deputado Anderson Pereira (Pros), ao governo do Estado tem como objetivo a atuação de equipes da Polícia Militar em fatos rotineiros que vem ocorrendo em Porto Velho e demais municípios do Estado, onde o consumidor sofre com ações abusivas por parte da empresa detentora do serviço de energia elétrica, Energisa/Ceron.

Anderson Pereira que é presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa afirma que o acompanhamento dos militares seria para registrar ocorrência e atendimento in loco, para evitar qualquer tipo de mal estar, agressões verbais ou físicas estar entre as partes envolvidas, resguardar a integridade, uma vez que a população em geral esta descontente com os serviços prestados pela empresa, principalmente no que diz a tarifa e se incomoda com a presença de um servidor em sua porta.

Depoimentos por parte da população dão conta, que os trabalhadores quando agem de formas abusivas, é solicitado o serviços de apoio dos órgãos de segurança e logo tem seus pedidos respondidos de forma morosa, omissa, caindo os mesmos em total desamparo.

O deputado Anderson pede para a melhor solução, total atenção à sociedade num todo, e quando o serviço acionado por meio dos telefones de emergência, seja disponibilizada equipe, viatura composta por militares preparados que resolvam o problema sem que haja maior transtornos.

Em todo Estado são constantes as denúncias dando conta de ações como; abuso de autoridade, grotescas e truculentas por parte de trabalhadores da Energisa.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Marcos Britto 07/11/2019

    A bem da verdade,as reclamações estão acontecendo em todo âmbito do ESTADO, que fique proibido qualquer corte, até o final das apurações, e quanto a PM, ser chamada nas ocorrências da ENERGISA, tá de brincadeira, nessas ocorrências normais,passa mais tempo que o corte e os blá blá blás da energisa, e vai ficar filme de Hollywood, a ENERGISA, vai com a Polícia Civil, e a PM, vai defender o morador, kkkkkkkkkk

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook