Exames confirmam: vendedor ficou tetraplégico após ataque de segurança em casa noturna de Vilhena 

Vítima perdeu os sentidos após levar “gravata” na Chácara da Amizade

Fonte: Folha do Sul 
Publicada em 09 de fevereiro de 2018 às 17:03
Exames confirmam: vendedor ficou tetraplégico após ataque de segurança em casa noturna de Vilhena 

Retornou esta semana a Vilhena, após exames realizados no Instituto de Neurologia e Neurocirurgia da Amazônia Ocidental (Inao), em Porto Velho, o vendedor Robcleiton Vieira Keller, 33 anos. Ele teve as vértebras da coluna cervical fraturadas pelo segurança de uma casa noturna no dia 20 de abril.

Acompanhado de amigos, Robcleiton comemorava a conquista de um torneio de futebol na Chácara da Amizade, balneário na zona rural de Vilhena, quando aconteceu o incidente.

Ao ver a ex-esposa, de quem havia se separado recentemente, o vendedor teria ido tirar satisfações com ela. Neste momento, um segurança da chácara, identificado apenas como Emerson, aplicou uma “gravata” na vítima.

Com o golpe, típico de artes marciais, Keller chegou a perder os sentidos, e foi levado pelos próprios familiares ao Hospital Regional de Vilhena. Na unidade de saúde, os exames indicaram a gravidade da lesão na coluna do paciente, que parou de movimentar as pernas e os braços. Ele foi transferido com urgência para a capital.

Segundo o laudo médico emitido pelo Inao, o vilhenense ficou tetraplégico, ou seja, paralisado do pescoço para baixo.

Por telefone, uma irmã do vendedor, que é pai de uma menina de 7 anos, disse que a família ainda está abalada com o que aconteceu. “Ele era um desportista, um homem independente e trabalhador, e agora está aqui, sem conseguir sequer escrever. Vamos lutar para tornar a vida dele menos difícil”, disse a irmã.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook