MPRO obtém condenação de três integrantes de facção criminosa envolvidos em execução em Porto Velho

No dia do crime, a vítima, de posse de uma arma, se dirigiu ao conjunto habitacional, usando um carro por aplicativo solicitado pelos próprios membros da facção para a qual entraria

Gerência de Comunicação Integrada (GCI)
Publicada em 06 de dezembro de 2023 às 11:21
MPRO obtém condenação de três integrantes de facção criminosa envolvidos em execução em Porto Velho

O Ministério Público de Rondônia (MPRO), por meio do Promotor de Justiça Fábio Rodrigo Casaril, obteve a condenação a 21 (vinte e um) anos e 7 (sete) meses de prisão, em regime inicial fechado, de três integrantes de uma organização criminosa acusados de envolvimento em um homicídio qualificado. O julgamento aconteceu na última terça-feira (5/12) na 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Porto Velho.

Consta na denúncia do MPRO que na tarde de 28 de novembro de 2022 a vítima identificada como Jucelino Júnior Matos Magalhães foi executada a tiros no Conjunto Habitacional Orgulho do Madeira, na capital.

Segundo as investigações, a vítima integrava uma organização criminosa, mas decidiu que migraria para a facção rival. Os rivais teriam dito que o aceitariam desde que ele entregasse uma arma de fogo. No dia do crime, a vítima, de posse de uma arma, se dirigiu ao conjunto habitacional, usando um carro por aplicativo solicitado pelos próprios membros da facção para a qual entraria.

Ao chegar ao local, dois dos réus, a mando do terceiro condenado, detiveram a vítima e “decretaram” sua morte, levando-a até uma área de mata, onde foi executada com diversos disparos de arma de fogo.

O Ministério Público sustentou desde a denúncia que os acusados cometeram crime mediante motivo torpe, com recurso que dificultou a defesa do ofendido e com emprego de arma de fogo.

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie seu Comentário

 
Winz

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook