Na reabertura da Câmara, prefeito explica sobre taxa de iluminação na capital

Dr Hildon rebateu fakes que circulam nas redes sociais sobre suposto aumento na cobrança do serviço

Assessoria
Publicada em 06 de fevereiro de 2018 às 14:47
Na reabertura da Câmara, prefeito explica sobre taxa de iluminação na capital

Ao participar da abertura do ano legislativo 2018 na Câmara Municipal, na tarde de segunda-feira (5), o prefeito de Porto Velho, dr Hildon Chaves, rebateu notícias fakes que circulam nas redes sociais divulgando uma suposta tabela de valores da taxa de iluminação que não representa a realidade. Sobre realinhamento da Cosip, que é a taxa de iluminação pública, aprovada pela Câmara, o prefeito rebateu as críticas e disse ser necessário para que a prefeitura tenha condições de manter 100% da cidade iluminada.

Ele aproveitou a oportunidade para explicar como ficou a nova tabela, vez que o valor arrecadado antes não dava para manter os serviços. “Nesse novo modelo isentamos do pagamento milhares de famílias de baixa renda. Quem consome até 30 kilowatt ao mês é isento; de 31 a 50 kilowatt paga R$ 2,03; de 51 a 100, R$ 4,31; de 101 a 200, o valor cobrado é de R$ 7,61; de 201 a 500 kilowatt, R$ 20,29; de 501 a 1000, R$ 30,43. A taxa mais alta para consumidor residencial é de 68 reais para quem consome mais de 1.500 kilowatt por mês”.

Para terrenos baldios, o pagamento anual da taxa de iluminação pública será feito em 31 de março. “Tem que iluminar bem esses locais porque normalmente se transformam em esconderijo para criminosos. Então, é justo que um terreno com até dez metros de frente pague R$ 70 por ano de Cosip, de 10 a 30 metros de frente, R$ 140; acima de 30, R$ 210; superior a 50 metros, a taxa será de R$ 280. Estamos buscando a justiça fiscal”, enfatizou o prefeito.

HARMONIA

Dr Hildon Chaves, destacou ainda a parceria com os vereadores em benefício da cidade, enumerou algumas conquistas no primeiro ano de gestão e pontuou em quais aspectos precisa avançar, especialmente nas áreas de infraestrutura, saúde, educação e iluminação pública, entre outros.

“O executivo está caminhando junto com o legislativo. A presença de quase todos os secretários é um símbolo do profundo respeito que temos por com essa casa de leis”, declarou o prefeito. Ele agradeceu o apoio de todos os vereadores pelo espírito de cidadania em contribuir com a prefeitura e a cidade. “Nosso intuito é continuar trabalhando juntos. Por isso, reitero a importância do relacionamento harmonioso como forma de buscarmos soluções para os problemas da cidade”, frisou dr Hildon.

Em um breve resumo das realizações obtidas no primeiro ano do mandato, o prefeito falou da restruturação da máquina administrativa para dar mais transparência, eficiência e gestão responsável. Como exemplo citou a criação das Superintendências Municipais de Gastos Públicos e de Licitações, com as quais economizou quase três milhões de reais apenas na renegociação de contratos continuados.

SAÚDE

Dr Hildon falou das dificuldades com fornecedores que atrasavam entrega de medicamentos, o que forçava compras emergenciais com danos ao erário, fato já superado; implantação do Plantão Corujão que já atendeu mais de seis mil pessoas entre as 19 horas e meia-noite em apenas quatro meses; reforma da unidade de saúde do bairro Castanheira para atender a população; implantação do Sisfarma com ampliação do controle de medicamentos nos distritos e reorganização do Centro de Especialidades Médicas.

O grande problema da saúde, de acordo com o prefeito, é a falta de atendimento na atenção básica, o que provoca grande fluxo nas unidades de urgência e emergência. Em acordo com representantes da classe médica, especialmente o Cremero, a partir de 1º de março os médicos plantonistas vão atender tanto as consultas agendadas quanto a demanda espontânea (não agendada). Também em março será implantado relógio de ponto em todas as unidades de saúde.

INFRAESTRUTURA

Em 2018 haverá implantação de asfalto em todos os setores da Capital, “não em todas as ruas, porque isso agora seria impossível”, mas destacou o recebimento de R$ 85 milhões oriundos de emenda da bancada federal para recapear 50 a 60 quilômetros das principais ruas e avenidas e mais 50 quilômetros de asfalto primário em locais que há mais de 30 anos os moradores aguardam atenção do poder público.

Dr Hildon enalteceu o trabalho da Subsecretaria de Serviços Básicos (Semusb) por manter a cidade limpa e agradável; entrega de quase mil escrituras de terrenos, com destaque para a região conhecida como Figura A. “Este ano vamos entregar mais seis mil”, afirmou. Na educação o grande avanço foi a Chamada Escolar pela internet, que acabou com longas filas de pais em busca de vagas.

Este ano terá nova licitação para o transporte escolar terrestre e para o transporte coletivo urbano, sendo os ganhadores obrigados a implantar GPS nos veículos para garantir segurança aos alunos e controle dos gastos, dentre outros temas, todos a serem executados com “plena transparência”.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook