Parceria entre Executivo e Judiciário possibilita reforma de unidades prisionais em Costa Marques e São Francisco

A cobrança do Judiciário ao Poder Executivo resultou em uma parceria para a elaboração do projeto e execução de reforma nas unidades.

Assessoria
Publicada em 23 de março de 2017 às 16:10

A precária situação de unidades prisionais de Costa Marques e São Francisco do Guaporé, detectada pelo juiz responsável pelas duas comarcas Fábio Batista da Silva durante inspeções, levou o magistrado a buscar alternativas para reverter a situação e dirimir os riscos tanto para presos quanto para servidores da unidade. A cobrança do Judiciário ao Poder Executivo resultou em uma parceria para a elaboração do projeto e execução de reforma nas unidades.

A convite do juiz, o coordenador de Infraestrutura do Sistema Prisional e Sócio Educativo, Sávio Ricardo da Silva Bezerra esteve nas unidades e se comprometeu a agilizar o projeto. Em companhia dos diretores das respectivas unidades, Rogério de Oliveira Mendonça e João Carlos Teodoro e do Presidente do Conselho da Comunidade da comarca de Costa Marques, Márcio Alves de Lima, Sávio constatou várias situações de risco como rachaduras na estrutura, sistema elétrico debilitado, perigo de incêndio, entre outros. Tudo foi registrado em fotos, para as providências cabíveis.

Devido à urgência, o diretor garantiu celeridade nos trâmites burocráticos para a reforma. Em contrapartida a Justiça tomará algumas medidas como a doação de madeira apreendida judicialmente para a utilização na obra.

O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia também doou um gerador de energia, ação que garante maior segurança à noite e melhores condições ao longo do dia, nas celas quentes e superlotadas. A ideia é tornar os presídios locais seguros e isentos de risco de morte para os apenados e presos provisórios que as unidades abrigam.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook