Pleno do TJRO concede aposentadoria a juiz após 43 anos de relevantes serviços

O Magistrado deixa um legado de relevantes prestações jurisdicionais nas Comarca de Ariquemes, Santa Luzia do Oeste e Jaru, onde permaneceu por 17 anos

Assessoria TJRO | Foto: Divulgação
Publicada em 14 de agosto de 2019 às 17:27
Pleno do TJRO concede aposentadoria a juiz após 43 anos de relevantes serviços

O juiz Elsi Antônio Dalla Riva, após 43 anos de efetivos serviços, destes, 38 dedicados à vida pública, sendo 22 só na magistratura do Poder Judiciário rondoniense, aposentou-se, a pedido, no dia 12 de agosto de 2019. Ele ingressou na magistratura de Rondônia, por meio do 9º concurso, de 8 de março de 1994, sendo a sua posse, no dia 17 de setembro de 1997, como juiz substituto na Comarca de Ariquemes.

A aposentadoria foi por idade e contribuição, concedida, por unanimidade, pelo Pleno Administrativo do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Segundo o relator, desembargador José Antônio Robles, em análise ao pedido, o magistrado “comprovou ter prestado 43 (quarenta e três) anos, 8 (oito) meses e 9 (nove) dias de efetiva contribuição, destes, 38 anos ao serviço público, dos quais, quase 22 anos exclusivamente à magistratura rondoniense, permanecendo no cargo de juiz de direito por 20 (vinte) anos (promoção em 16.4.1999)”.

O Magistrado deixa um legado de relevantes prestações jurisdicionais nas Comarca de Ariquemes, Santa Luzia do Oeste e Jaru, onde permaneceu por 17 anos. Por fim, no dia 16 de abril de 2019, foi promovido por merecimento para 3ª entrância da Comarca de Porto Velho, porém, no mês seguinte, solicitou a sua aposentadoria.

O magistrado, que nasceu no dia 25 de outubro de 1963, em Liberato Salzano, município pertencente ao estado do Rio Grande do Sul, começou a trabalhar formalmente com tenra idade. Antes de chegar à magistratura, trabalhou na iniciativa privada. Sua dedicação pelos estudos o levou às fileiras do serviço público. Em seu estado de nascimento, atuou na Prefeitura do município de Passo Fundo. No Poder Judiciário Estadual, atuou nas funções de oficial de justiça e de comissário de menores.

Ainda no Rio Grande do Sul, por meio de concurso, atuou no Tribunal Regional Eleitoral como oficial de Justiça. Sempre obstinado, fez concurso novamente para oficial de Justiça da Justiça Federal, em Rio grande do Sul, onde desempenhou a referida função.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook