Presidente Laerte Gomes é contra desativação de delegacias da Polícia Civil em municípios do interior do estado

Parlamentar indicou à Sesdec que seja suspensa a desativação e destacou a sensação de insegurança instalada no interior de Rondônia

Juliana Martins-ALE/RO                         
Publicada em 08 de novembro de 2019 às 13:40
Presidente Laerte Gomes é contra desativação de delegacias da Polícia Civil em municípios do interior do estado

Suspender a desativação das atividades das delegacias da Polícia Civil (PC) nos municípios de Urupá, Mirante da Serra e Seringueiras. Esta foi a indicação apresentada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), a Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec).

“A população do interior de Rondônia encontra-se preocupada diante dos constantes anúncios de fechamento de delegacias, principalmente após a informação da existência de um estudo técnico da Direção Geral da Polícia Civil neste sentido”, informou o parlamentar.

O estudo efetuado teria como principal foco o baixo efetivo que a PC conta atualmente. Com base nestes estudos, algumas delegacias já estariam definidas para serem sumariamente desativadas.

“Este é o quadro real da nossa Segurança Pública em Rondônia, uma fortíssima sensação de insegurança, principalmente nos municípios mais distantes dos grandes centros. O Governo precisa encontrar uma solução satisfatória, e não fechar delegacias”, argumentou Laerte Gomes.

O presidente lembra que já propôs ao Poder Executivo o aproveitamento de policiais civis aposentados em áreas estratégicas e específicas.

“O que liberaria os agentes da ativa para incrementar a parte operacional, mas até o momento a proposta não prosperou no âmbito do Governo do Estado. Rondônia cresce e a Segurança Pública fica para trás, isso não pode continuar”, concluiu o parlamentar.

Foto: José Hilde-Decom-ALE-RO

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Chico Bento 11/11/2019

    Tendo em vista que o governador é um policial militar, é simplesmente absurdo. Desta vez tem meus parabéns deputado.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook