RETRATOS DO BRASIL – Para confundir qualquer um

Juntos, Oposição e a velha ex-grande imprensa, ganharam a adesão do atual colegiado do Supremo Tribunal Federal para, paralelamente, exercerem a governança do país, numa intromissão não republicana nunca jamais antes vista no Brasil

Osmar Silva
Publicada em 24 de maio de 2021 às 14:56
RETRATOS DO BRASIL – Para confundir qualquer um

Temos na presidência do Brasil um ex-Capitão e ex-deputado federal, por cinco mandatos, apontado pela Oposição como anti-democrático, ditador e genocida. Um chefe de estado e de governo, que mesmo com estas características, é xingado dia e noite, com os piores adjetivos. E fica quieto.

Um presidente cruelmente perseguido e atacado, noite e dia, pela velha ex-grande imprensa que, rompendo a sagrada função de informar os fatos, oculta do seu público todas os atos e ações de governo. É como se o governo não estivesse fazendo nada. Ou melhor, não existisse.

Juntos, Oposição e a velha ex-grande imprensa, ganharam a adesão do atual colegiado do Supremo Tribunal Federal para, paralelamente, exercerem a governança do país, numa intromissão não republicana nunca jamais antes vista no Brasil. Tentam obstaculizar até a nomeação do porteiro do Planalto. 

Juntos, iguais aos sacerdotes e governantes romanos nos tempos de Jesus Cristo, vasculham tudo atrás de um crime que leve o Messias Bolsonaro ao cadafalso, à execração pública, ao Impeachment. Desesperados por nada encontrar, chegam ao cúmulo de pagar prepostos para produzir cenários, teses e artigos cheios de ódio. A tal ponto chegam que, nada tendo o que apontar, cansam a paciência de qualquer um com a interminável mantra da ‘máscara’ e da ‘cloroquina’. 

E, por fim, esgotado a acervo de mentiras e adjetivos chucros, apelam para a grosseria chula e, simplesmente, o mandam ‘tomar no cú’.

E sabe o que espanta e surpreende? O presidente genocida, ditador, anti-democrático, facista e outros ‘istas’ mais, não manda prender ninguém! Não manda ninguém para o ‘paredon’ de fuzilamento, como faz os amigos dos seus adversários. 

O homem não bota ninguém na cadeia, sem crime e sem amparo na lei, como fazem os ministros do STF, só por não gostarem da cara feia de alguém que não aprova seus atos. 

Não! Nada disso! No máximo, pede uma investigação contra quem ultrapassou todos os limites de urbanidade. E não evolui, pois logo o Supremo desautoriza o ato. E ele acata.  

Não é um comportamento estranho para um governante com tais qualificações? Nas Nações governadas por líderes com estas qualificações, ninguém ousa mandar o presidente ‘tomar no cú’.     

Vá tentar fazer isto na Venezuela, em Cuba ou na China! Vá lá na ‘Praça da Paz Celestial’ e grite que Xi Jiping é ‘genocida’, ‘nazista’, ‘ditador’ e veja o que acontece. Alguma Dúvida? Então diga a mesma coisa contra Maduro, em Caracas! 

E aí, cadê a coragem?

Osmar Silva-Jornalista-Presidente da Associação da Imprensa de Rondônia-AIRON e da Federação Nacional dos Comunicadores Seccional Rondônia-FENACOM

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    edgard feitosa 25/05/2021

    o Presidente general Geisel, disse de bolsonaro: "É UM INDIGENTE INTELECTUAL", quando "democraticamente" bolsonaro planejava uma explosão no rio de janeiro, o que lhe rendeu um processo no STM; que nos digam QUAIS OS GRANDISSIMOS FEITOS POR BOLSONARO ATÉ AGORA?????? LISTEM OS FEITOS DE SEU GOVERNO..... os "heróis" de bolsonaro são sempre pessoas da extrema direita, chegou até a elogiar o ditador Stroner, do Paraguai; bolsonaro é tão "democrata", que apoia abertamente quem defende a volta da ditadura militar, op fechamento do congresso e do STF; ora, quanto à cloroquina é o próprio bolsonaro quem a elegeu como supro sumo medicinal, nos proporcionando uma imagem tosca correndo atrás de uma ema para tomar cloroquina; que temos nós a ver com a china???que temos nós a ver com venezuela??? cada povo que lute pelos seus direitos e por democracia; são povos soberanos; pela sua omissão, por sua irresponsabilidade e pelo seu negacionismo, bolsonaro passará para a história, pela sua decisão política de ser contra o uso de máscara, o distanciamento social e lerdeza em vacinar a população, como aquele responsável pela morte de mais de 450 mil brasileiros; como o próprio bolsonaro disse :" e eu com isso??meu nome é messias, mas não faço milagres".

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

O ódio e o amor ao PT

O ódio e o amor ao PT

"Odeiam o PT porque distribui renda para os pobres. Amam o PT porque distribui renda para os pobres; Odeiam o PT porque os pobres passaram a viajar de avião. Amam o PT porque os pobres passaram a viajar de avião", comenta o colunista Emir Sader