Rondônia: Arte é usada como estratégia de Humanização no atendimento Judicial

Nos últimos anos, a humanização tornou-se um tema frequente nos serviços de saúde, públicos e particulares, como forma de aprimorar o atendimento e o contato com a população durante todo o processo.

Assessoria de Comunicação Institucional/ com informações da Emeron
Publicada em 29 de março de 2017 às 21:56
Rondônia: Arte é usada como estratégia de Humanização no atendimento Judicial

Na última semana o projeto de Humanização do Poder Judiciário de Rondônia foi retomado, atendendo a duas turmas de servidores das Varas de Família de Porto Velho. Temas como a natureza dos conflitos judiciais, valores e preconceitos, comunicação e escuta ativa foram abordados por meio de discussões em grupo, exibição de vídeos e dinâmicas.

Simultaneamente à realização das aulas houve atendimento massoterapêutico individual com foco em técnicas de respiração e controle de stress. A formação foi ministrada pelos servidores do TJRO Mariângela Onofre, Maria Inês Soares e Martius Brandão.

Nos últimos anos, a humanização tornou-se um tema frequente nos serviços de saúde, públicos e particulares, como forma de aprimorar o atendimento e o contato com a população durante todo o processo. No judiciário rondoniense, a humanização é discutida desde 2014 com a realização do projeto “Humanização do Atendimento Judicial”, desenvolvido pela Escola da Magistratura do Estado de Rondônia – Emeron.

O projeto estimula a construção de uma inteligência emocional nos cartorários, que lidam diariamente com situações de crise, a partir do desenvolvimento das emoções e das dificuldades cotidianas, debatidas em grupo. Estratégias de autocuidado e autogerenciamento do stress são criadas durante as formações de forma a evitar o adoecimento físico e psíquico do servidor e produzir um atendimento mais humanizado à população.

Música

Demonstrando as mudanças pessoais trazidas pelo projeto, na tarde da última sexta-feira, 24, os servidores promoveram um encerramento diferente para o curso. Juntos, realizaram uma apresentação musical, com instrumentos musicais trazidos pelos próprios alunos. A apresentação chamou a atenção dos servidores e do vice-diretor da Emeron, Juiz Guilherme Baldan, que prestigiaram os cartorários.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook