Trabalhadores em educação suspendem greve em Rondônia

Por decisão da maioria da categoria, os trabalhadores em educação das escolas públicas suspenderam a greve iniciada no dia 15/03 em Rondônia.

Assessoria de imprensa-Sintero
Publicada em 30 de março de 2017 às 16:21
Trabalhadores em educação suspendem greve em Rondônia

A decisão foi tomada em assembleias realizadas nesta quarta-feira, dia 29/03, em Porto Velho e nas Regionais do Sintero, no interior.

Ao conduzir a assembleia em Porto Velho, o presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, disse que o objetivo da greve foi cumprido, que era impedir a votação na Câmara dos Deputados, do projeto de reforma da previdência.

Ele destacou que a greve foi suspensa, mas os trabalhadores continuam mobilizados para lutar contra a retirada de direitos e por novas conquistas

Rondônia foi um dos estados em que a greve obteve o maior índice de adesão. Durante o período de paralisação, pelo menos dois grandes atos públicos foram realizados, demonstrando a união e o poder de mobilização dos trabalhadores em educação.

O presidente do Sintrero, em nome da diretoria do sindicato, agradeceu a todos os trabalhadores que aderiram ao movimento e foram às ruas lutar contra a reforma da previdência, contra a reforma trabalhista e contra a terceirização.

Ele também agradeceu aos demais sindicatos de servidores públicos e da iniciativa privada, urbanos e rurais, que integraram a grande manifestação do dia 15/03, e por apoiarem a luta.

“Queremos deixar claro à sociedade, aos pais de alunos e aos estudantes, que essa greve foi necessária, mas que não prejudicará o ano letivo, pois as aulas desse período serão repostas”, disse Manoel Rodrigues da Silva.

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    silvio maran 30/03/2017

    Como sempre esse Sintero fecha as greves sem ganhar nada.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook