4 locais de história política para visitar no Rio de Janeiro

Conheça os pontos turísticos fundamentais para a história política da antiga capital brasileira

Da redação
Publicada em 10 de junho de 2021 às 12:33
4 locais de história política para visitar no Rio de Janeiro

Com 456 anos de idade, o Rio de Janeiro é um verdadeiro museu a céu aberto. Em sua biografia, há imperadores, clérigos, reis, artistas, escravos, edifícios grandiosos e bibliotecas pomposas. Essa história, de quase cinco séculos, pode ser vislumbrada em diversas esquinas da cidade.

Para conhecer os vários pontos turísticos históricos do RJ, você pode comprar uma passagem São Paulo x Rio e viajar até a antiga capital do Brasil com conforto e segurança.

Neste artigo, listamos os locais de história política que você não pode deixar de visitar durante a sua estadia no município. Continue lendo e confira!

1. Ilha Fiscal

Local onde ocorreu o "Último Baile do Império", a inauguração da Ilha Fiscal foi uma maneira de reaver a glória da Monarquia no país. Entretanto, a tentativa não deu certo, pois poucos dias depois da festa a República foi proclamada no Brasil, deixando o castelo sem utilização durante anos.

Hoje em dia, o lugar é um museu gerido pela Marinha do Brasil e pode ser visitado todos os dias. Em conjunto com o trajeto pelo mar, o roteiro é praticamente uma viagem no tempo, oferecendo detalhes preciosos sobre um dos períodos mais turbulentos de toda a história do país.

  • Endereço: Cais do Espaço Cultural da Marinha - Avenida Alfredo Agache, Centro.

  • Entrada: R$ 36 (inteira) e R$ 18 (meia).

  • Horários: 13h, 14h15 e 15h30 - sábados, domingos e feriados de escuna; e 12h45, 14h e 15h15 - quinta-feira a domingo e feriados de micro-ônibus.

2. Forte de Copacabana

O bairro famoso oferece bem mais do que praia e boemia. A região abriga o Forte de Copacabana, uma pérola histórica do Rio de Janeiro.

Em conjunto com o Museu Histórico do Exército, o forte possibilita que os visitantes conheçam a história do Exército no decorrer das eras políticas, além da estrutura e do projeto de fortificação, com observatórios, oficinas e canhões. Há ainda um gabinete de curiosidades relacionadas à área. 

Uma forma incrível de terminar o passeio é tomar um café na Confeitaria Colombo, que faz parte do centro cultural e é um dos símbolos do município.

  • Endereço: Praça Cel. Eugênio Franco, 1, Posto 6 - Copacabana.

  • Horários: de terça a domingo, incluindo feriados, das 10h às 18h.

  • Entrada: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).

3. Quinta da Boa Vista

A Quinta da Boa Vista foi a casa da família real de 1809 a 1889 e, atualmente, é um dos maiores parques do estado. Localizado no bairro de São Cristóvão, no centro da cidade, ele possui 155 mil metros quadrados e boa parte de seu paisagismo original é conservado.

Entre as principais atrações do parque estão os templos do estilo grego, as estátuas de bronze e, obviamente, o Museu Nacional, sediado onde o antigo Palácio Imperial se situava.

No dia 2 de setembro de 2018, aconteceu um incêndio no Museu Nacional e a maior parte do acervo, que contava com mais de 20 milhões de itens, foi destruída por completo. Múmias, obras de arte, fósseis e registros históricos viraram cinzas.

Em julho de 2020, a Polícia Federal concluiu que o incêndio foi acidental, iniciado em um aparelho de ar condicionado.

Devido à pandemia, a reconstrução do museu está atrasada, mas a promessa é que ele seja reaberto em 2022. No entanto, há como realizar uma visita virtual e redescobrir a coleção antes do incêndio.

  • Endereço: Av. Pedro II, s/n, São Cristóvão.

  • Horários: todos os dias, das 9h às 17h.

  • Entrada: gratuita, porém alguns passeios são pagos.

4. Paço Imperial

A Princesa Isabel sancionou a Lei Áurea no Paço Imperial, no ano de 1888, abolindo a escravatura em nosso país. Somente este fato histórico já valeria a visita até a Praça XV, porém a história do prédio é iniciada bem antes deste fato. 

Em 1743, o edifício era Casa dos Vice-Reis do Brasil. Já em 1808, o Paço transformou-se na sede dos governos do Império e do Reinado, até a república ser proclamada. 

Desde meados dos anos 1980, o instituto é um centro cultural, que mescla exposições de arte e informações históricas.

  • Endereço: Praça XV, 48, Centro.

  • Horários: de terça a domingo, das 12h às 19h.

  • Entrada: gratuita.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook