Ameaçada de expulsão por votar a favor da reforma, deputada Sílvia Cristina não abriu mão de sua aposentadoria especial como congressista

...embora o texto aprovado em Plenário nesta quarta-feira, 11, acabe com esta regra do regime de aposentadoria especial para os congressistas, a mudança só deve valer para os futuros parlamentares”. Ou seja, os atuais, se quiserem, podem manter o privilégio E foi o que fez a deputada rondoniense.

Tudorondonia com informações da Veja
Publicada em 12 de julho de 2019 às 07:17
Ameaçada de expulsão por votar a favor da reforma, deputada Sílvia Cristina não abriu mão de sua aposentadoria especial como congressista

Deputada federal Sílvia Cristina (PDT-Rondônia)

A deputada federal Sílvia Cristina, do PDT de Rondônia, tem dois problemas a enfrentar nos próximos dias: um é se livrar da expulsão de seu partido por ter contrariado a orientação da bancada e votar a favor do texto-base da reforma da previdência social; o outro é explicar aos seus eleitores o que a levou a aprovar regras mais duras para o trabalhador comum enquanto manteve para si os benefícios da aposentadoria especial dos parlamentares.

Sílvia Cristina aparece na lista dos 106 deputados federais inscritos no regime de aposentadoria especial  dos congressistas e que votaram a favor do texto-base da reforma.

Reportagem da revista Veja explica que “embora o texto aprovado em Plenário nesta quarta-feira, 11, acabe com esta regra do regime de aposentadoria especial para os congressistas, a mudança só deve valer para os futuros parlamentares”. Ou seja, os atuais, se quiserem, podem manter o privilégio E foi o que fez a deputada rondoniense.

Segundo a reportagem, “atualmente, o chamado Plano de Seguridade Social dos Congressistas prevê que os políticos podem se aposentar com os benefícios integrais após 35 anos de mandato ou 60 anos de idade, para ambos os sexos. Hoje o valor da contribuição do parlamentar ao regime próprio é 11% do valor do subsídio parlamentar atual (R$ 33.763,00). Já o valor do benefício é proporcional ao tempo de exercício no cargo. Os deputados inscritos podem abrir mão desta aposentadoria especial”.

“Todos deveriam abrir mão da aposentadoria especial e quem votou a favor da reforma deve dar o exemplo. O que causa mais estranheza é quem votou contra e mantém a inscrição neste regime. Se foi contra por um discurso em defesa dos mais pobres ou de que ela não acaba com privilégios, é uma incoerência”, diz Renato Dias, diretor-executivo do Ranking dos Políticos, que avalia parlamentares — um dos critérios é atribuir pontos negativos a quem adere ao PSSC; ou positivos a quem dele abre mão.

AMEAÇA DE EXPULSÃO

Na próxima semana o Conselho de Ética do PDT irá se reunir para  analisar o caso dos oito deputados do partido que votaram contra a orientação da bancada e ajudaram a aprovar o texto-base da reforma. Entre estes parlamentares está a rondoniense Sílvia Cristina. O PDT tem 27 deputados federais.

A pena máxima é a expulsão, mas, segundo analistas políticos, é mais provável que à Sílvia Cristina seja aplicada uma advertência e que seu espaço político na Câmara – que já é pequeno – seja ainda mais reduzido, com o impedimento de participar de comissões.

Dos oito deputados federais rondonienses, apenas dois – Expedito Netto, do PSD, e Mauro Nazif, do PSB – votaram contra o texto- base da reforma. Os demais votaram a favor. Somente Sílvia Cristina e a tucana Mariana Carvalho não abriram mão da aposentadoria especial dos congressistas.

REPORTAGEM DE VEJA: 

Entre deputados a favor da reforma, 106 aderiram a aposentadoria especial; embora o texto acabe com este regime, a mudança só deve valer para os futuros parlamentares

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    Flavio Jose de Souza 13/07/2019

    Como será parlamentar de apenas um mandato, se optou pelo regime descrito na reportagem vai ganhar 4/35 anos.

  • 2
    image
    Deus Carmo 13/07/2019

    A solução é acabar com reeleição em todos os níveis. Vou me candidatar e apresentar este projeto. Sei que não passará, Mas é preciso lutar por isto,

  • 3
    image
    Silvanio Domingos de Abreu 13/07/2019

    Que me desculpem pela ignorância, mas falar em aposentadoria especial para uma deputada que começou ontem !!!! Há ai uma grande divergência. Votar pela reforma e ao mesmo tempo pedir aposentadoria nestas condições !. É o mesmo que jogar para dois times, duas torcidas. De nada adiantará mil explicações para me convencerem de que algo imoral está no ar.... quer seja na legislação....quer seja na atitude da ilustre deputada. Reconheço seu trabalho por Rondônia mas a partir d"agora terei que refletir melhor antes de manifestar meu voto, não somente por ela, mas por todos os outros. Temos sim que mudar, mas "pegando" pelo gesto e atitude da deputada ficamos sem saber para onde. Talvez o melhor mesmo a fazer é repetir o que ela fez. Uma pedra em João e outra em Maria. Assim, continua tudo igual como dantes.

  • 4
    image
    Joelma 12/07/2019

    Por essas e outras que eu não acredito nessa reforma. Só mudou para os trabalhadores, para os parlamentares e políticos continuam tudo igual. O que adiantou? Vão economizar às custas do sofrimento da população que irá trabalhar mais para se aposentar. Lamentável!!!!

  • 5
    image
    Joelma 12/07/2019

    Por essas e outras que eu não acredito nessa reforma. Só mudou para os trabalhadores, para os parlamentares e políticos continuam tudo igual. O que adiantou? Vão economizar às custas do sofrimento da população que irá trabalhar mais para se aposentar. Lamentável!!!!

  • 6
    image
    João Costa 12/07/2019

    Parabéns a Deputada !, agiu no interesse do país, e não do partido que é do contra em tudo que for de outro partido, mesmo sendo do interesse da nação. Se não tiver reforma previdenciária, não vai ter mais dinheiro para nada, só para pagar a previdência, aí ninguém pode pedir nenhum investimento, ponte, rodovia asfaltada, saneamento, etc, já não é bom, imagine sem a reforma.

  • 7
    image
    adonai 12/07/2019

    Quero dizer que pec da previdencia e uma Vergonha os previlegios foram mantidos e o Trabalhador pequeno vai morrer trabalhando para pagar os previlégios, mas o povo assim quis.

  • 8
    image
    CARLSON 12/07/2019

    TEM QUE EXPULSAR MESMO

  • 9
    image
    Mariana 12/07/2019

    Como dizia minha mãe: Faça o que falo, não faça o que eu faço! Lamentável! Chico Bento tem razão muita demagogia e enganção!

  • 10
    image
    marcos santos 12/07/2019

    Parabéns deputada, ter votado a favor da reforma, mesmo contrariando o partido...Fez certinho, tem que pensar no povo e não no partido. Se o partido te expulsar, quem vai perder são eles.

  • 11
    image
    Chico Bento 12/07/2019

    Sou de Ji-Paraná e a conheço bem, esta nunca me enganou, pois nunca confiei nela e tampouco votei. Farinha pouca, meu pirão primeiro.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook