Empresa Coimbra, de Mário e Márcio Português, é um dos alvos da operação da Polícia Federal para desarticular organização criminosa de lavagem de dinheiro do narcotráfico

A justiça determinou, ainda, o afastamento preventivo dos principais investigados (gerentes e proprietários) das suas funções nas empresas envolvidas com o esquema criminoso, e o sequestro de bens e valores dos investigados.

TUDORONDONIA
Publicada em 14 de março de 2019 às 11:14
Empresa Coimbra, de Mário e Márcio  Português,  é um dos alvos da operação da  Polícia Federal para desarticular organização criminosa de lavagem de dinheiro do narcotráfico

A empresa distribuidora Coimbra, hoje dirigida pelo empresário Márcio Português, é um dos alvos da Operação Dracma, deflagrada nesta quinta-feira pela Polícia Federal,  em conjunto  com a Receita Federal e  Exército Brasileiro, com o objetivo de combater organização criminosa que atua na lavagem de capitais e evasão de divisas oriundas do tráfico internacional de drogas, além de sonegação fiscal, principalmente na cidade de Guajará-Mirim/RO. 220 policiais federais e 22 servidores da Receita Federal participam da operação para dar cumprimento à 72 mandados de busca e apreensão em diversas cidade dos Estados de Rondônia, Pará e Mato Grosso. 

A justiça determinou, ainda, o afastamento preventivo dos principais investigados (gerentes e proprietários) das suas funções nas empresas envolvidas com o esquema criminoso, e o sequestro de bens e valores dos investigados. Somados, os recursos bloqueados podem ultrapassar a cifra de R$70.000.000,00 (setenta milhões de reais).  

Os 26 inquéritos policiais, 36 relatórios fiscais e 86 laudos de perícia financeira que compõem a investigação apontam que grandes empresas comerciais-exportadores do estado de Rondônia mantêm, há anos, atividades secundárias de captação e administração de capitais, remessa e conversão de câmbio, direta ou indiretamente, de pessoas físicas que se dedicam à prática do tráfico de drogas e outros crimes.

COIMBRA

 

A casa de Márcio Português e sedes da empresa foram alvos da PF, que cumpriu mandados de busca e apreensão. Márcio é filho de Mário Português, fundador da empresa que hoje é comandada pelo filho. O empresário Mário Português chegou a ser candidato a prefeito de Porto Velho.

VEJA AS FOTOS DA OPERAÇÃO:

Envie seu Comentário

 

Comentários

  • 1
    image
    PAULO 14/03/2019

    AS FOTOS SÃO DA CASA DO EMPRESÁRIO QUE SE DIZ DONO DA MS EM GUAJARÁ-MIRIM. ESTE MESMO EMPRESÁRIO QUE APOIOU O ATUAL PREFEITO DE GUAJARÁ- MIRIM E GASTOU BOA GRANA NA ELEIÇÃO DO ATUAL GOVERNADOR , MARCOS ROCHA ,S EM FALARA QUE ESTE MESMO EMPRESA RIO, INDICOU O DIRETOR DO DETRAN AQUI EM GUAJARÁ-MIRIM

  • 2
    image
    franco da Rocha 14/03/2019

    LAMENTAVEL PQ COM A JUSTIÇA O PAU QUE BATE EM CHICO NÃO BATE EM FRANCISCO QUEM TEM DINHEIRO SO FOI OUVIDO AGORA QUEM NÃO TEM CADEIA, É A JUSTIÇA NÃO MESMO É SEGA.

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook